Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Estado analisa projetos de obras públicas em São Luís


PINHEIROFOTO 18:12
Engenheiros analisam projeto do espigão costeiro na Ponta d’ Areia
.
O Governo do Maranhão está avaliando os projetos de várias obras desenvolvidas pelo poder estadual em São Luís. Técnicos da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) vistoriaram alguns dos locais durante o fim de semana. Entre os lugares visitados estão o Ginásio Costa Rodrigues e o espigão costeiro na Ponta d’Areia.
“O objetivo é avaliar eventuais dificuldades e falhas nos projetos”, explicou o titular da Sinfra, Clayton Noleto, que acompanhou as inspeções. Com a conclusão do levantamento será apresentado um relatório sobre cada espaço vistoriado. O Estado tem como meta realizar obras com base em um padrão de qualidade que gere menor impacto ambiental, economia dos recursos públicos e com a conclusão das obras dentro do prazo previsto.
Na primeira vistoria foram constatadas pendências nas obras do Ginásio Costa Rodrigues, que já havia sido entregue à população pela gestão anterior. Os banheiros estão inacabados, faltam corrimões de segurança, itens de acessibilidades para deficientes, portas e janelas nas salas e os banheiros e vestiários estão incompletos. O elevador para cadeirantes não foi instalado e não há ventilação ou climatização adequada.
“Após esta visita e com a confecção do relatório, vamos adotar as medidas necessárias para que o contrato seja cumprido”, garantiu o secretário Clayton Noleto.
No espigão costeiro da Ponta d’Areia será realizado um estudo técnico sobre como conter o avanço da areia que invade a área de lazer e passeio do local, pois a projeção inicial era que a obra iria servir somente para conter a erosão. Outro local vistoriado foi um sobrado na Avenida Dom Pedro II, no Centro, que irá abrigar a sede da Fundação São Luís Convention Bureau, entidade sem fins lucrativos, que visa o fomento da atividade turística.
Barragem do Bacanga.
A equipe da Sinfra também vistoriou a Barragem do Bacanga, cujo problema é a idade e falta de manutenção dos equipamentos, durante a gestão anterior. Somente três, das nove comportas que controlam a passagem da água, estão em pleno funcionamento. Além disso, a estrutura apresenta rachaduras, vazamentos e falhas no sistema elétrico. Já foi realizada uma licitação para a recuperação da barragem e o contrato está em processo de assinatura.

Nenhum comentário

Leave a Reply