Maranhão acabará com terceirizações em seus presídios

O novo governador do Maranhão, Flávio Dino, enviou uma Medida Provisória para a Assembleia de lá acabando com as terceirizações no sistema penitenciário do estado.
Um estudo da Secretaria de Administração Penitenciária aponta que a contratação direta de funcionários permitirá aos cofres estaduais uma economia anual de R$ 22 milhões.
Segue…
Os contratos, que acabaram em 2014, geraram o pagamento anual de R$ 33 milhões com as empresas Atlântica, VTI e Civiliza, para contratação de agentes e vigilantes penitenciários.
Ancelmo Gois (O Globo)