Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Glabert Cutrim pede a recuperação da MA-201 e um complexo policial em Miranda


PINHEIROFOTO 13:08

O deputado Glalbert Cutrim (PRB) está trabalhando com o objetivo de conseguir, junto ao governo estadual, a execução de ações importantes nos setores da infraestrutura e segurança pública na Grande Ilha de São Luís e na cidade de Miranda do Norte.

Cutrim solicitou esta semana ao governo a recuperação da rodovia estadual MA – 201, mais conhecida como Estrada de Ribamar e que interliga os municípios de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

A rodovia – a maior do estado no quesito tráfego diário de veículos – possui diversos trechos danificados, situação causada pelas fortes chuvas e que está ocasionando sérios transtornos aos motoristas e pedestres, inclusive já tendo sido registrados casos de atropelamento e acidentes de trânsito com vítimas fatais.

Além da recuperação asfáltica, Glalbert pediu intervenções, por parte da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SINFRA), no sentido de desobstruir as galerias de drenagem das águas pluviais instaladas ao longo da rodovia.

“O fluxo de veículos na Estrada de Ribamar aumentou consideravelmente, em especial devido aos vários condomínios instalados ao longo da rodovia. São milhares de pessoas que utilizam a via e estão sendo prejudicadas com as péssimas condições de infraestrutura. É necessário que o governo tome providências urgentes objetivando resolver esta situação”, afirmou o parlamentar, que também é 2º vice-presidente da Assembleia Legislativa.

COMPLEXO

Em Miranda do Norte, Glalbert Cutrim está pleiteando a construção de um complexo policial e militar visando oferecer mais segurança aos moradores da cidade e dos municípios vizinhos.

No mês passado, o deputado esteve reunido com os vereadores Francemilson, Ione e Jouberth – este último presidente da Câmara de Vereadores – além do prefeito Júnior Lourenço (PTB), oportunidade na qual o assunto foi discutido.

A Delegacia de Miranda está interditada há dois anos por determinação, à época, da juíza Samira Barros Heluy, titular da 2ª Vara da Comarca de Itapecuru-Mirim.

“A construção ( do complexo) se faz necessária por vários motivos, sendo alguns dos principais a falta de segurança em que se encontra a cidade e municípios próximos; aos casos que requerem investigação policial; e o próprio registro de ocorrência, que depende da Delegacia de Polícia do município de Itapecuru-Mirim”, finalizou.  

Nenhum comentário

Leave a Reply