Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Deputado condena contração de empresas de outros estados por parte da Vale


PINHEIROFOTO 16:45


O deputado Glalbert Cutrim (PRB) condenou nesta terça-feira (19), durante pronunciamento feito na Assembleia Legislativa, a atitude da mineradora Vale que, segundo informações repassadas ao parlamentar, estaria contratando empresas de outros estados e até de Portugal para executar serviços em obras e projetos de sua responsabilidade no Maranhão.

Glalbert informou que, recentemente, visitou vários municípios maranhenses, a maioria localizada em regiões onde a mineradora mantém negócios, e recebeu inúmeras denúncias do empresariado local relatando o que pode ser chamado de favorecimento de empresas de fora em detrimento das maranhenses.

“Foram vários os relatos informando essa situação. Inclusive, alguns empresários denunciaram que até uma empresa de Portugal foi trazida pela mineradora para operar no Maranhão. E, de acordo com essas denúncias, na maioria das vezes não há, sequer, qualquer tipo de processo licitatório. Esse tipo de política empresarial é inadmissível. No nosso estado existem inúmeras empresas qualificadas que, inclusive, já prestaram serviços para a Vale, que está preferindo trazer gente de fora, como o Rio Grande do Sul, por exemplo”, disse.

O parlamentar complementou o seu discurso afirmando ainda que “não podemos concordar com esta atitude da mineradora que, há anos, desenvolve projetos no estado e lucra muito com isso. É necessário que defendamos as empresas da terra, que são qualificadas, sim, e possuem quadro funcional experiente e capacitado”.

BR 222

Glalbert Cutrim também cobrou que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) execute, de forma urgente, serviços de recuperação da BR – 222, em especial no trecho que liga as cidades de Buriticupu e Bom Jesus das Selvas.

De acordo com o deputado, a rodovia federal, além de estar com sua infraestrutura muito comprometida, necessita de nova sinalização.

Nenhum comentário

Leave a Reply