Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Deputado Wellington volta a cobrar esclarecimentos de contrato de 33 milhões da Prefeitura de São Luís


PINHEIROFOTO 06:51




Na manhã desta quarta-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) voltou a utilizar a tribuna da Assembleia Legislativa para cobrar esclarecimentos sobre a denúncia feita por ele na semana passada, na qual questionou sobre a suplementação de uma Secretaria da Prefeitura de São Luís e a realização de um contrato milionário de R$ 33 milhões com o instituto ISEC.




Ao se pronunciar, o parlamentar apresentou as informações que ele solicitou ao Tribunal de Contas do Estado e à Prefeitura de São Luís inerentes à denúncia, além de questionar a suplementação da Secretaria Municipal Extraordinária de Governança Solidária e Orçamento Participativo.



“A Prefeitura de São Luís tem uma Secretaria Extraordinária que tem dotação orçamentária de 29 mil, e essa mesma secretaria, no mês de julho, foi suplementada com a exorbitante quantia de 33 milhões. Uma secretaria que poderia ter sido suplementada no dobro desse dinheiro, no dobro desse orçamento em até 60 mil é perfeitamente compreensível, mas suplementar uma secretaria em 33 milhões e o mesmo valor ser destinado, na sua totalidade, ao pagamento de um contrato com o ISEC, causou-me estranheza e também à população de São Luís. É muito estranho que quatro instituições tenham participado da licitação envolvendo um valor de 33 milhões, sendo que todas foram inabilitadas, com exceção do ISEC, e nenhuma tenha entrado com recurso da decisão. Causa estranheza também, que o prefeito queira democratizar a gestão às ‘vésperas’ da eleição, inclusive majorando e onerando os cofres da Prefeitura com convênios milionários e nítidos indícios de irregularidades na licitação”, desabafou.


Na ocasião, o deputado também rebateu as considerações do colega de parlamento, Rafael Leitoa (PDT), que saiu em defesa da gestão municipal de São Luís.


“Na última quinta-feira, não estive presente na sessão por estar em Imperatriz realizando uma Audiência Pública, quando tomei conhecimento do pronunciamento do deputado Rafael Leitoa, que fez uma defesa da Prefeitura de São Luís sobre o ISEC, sobre os 33 milhões. Gostaria de esclarecer que tenho respeito por cada um dos nobres colegas e espero que nós não possamos enveredar pela esfera pessoal, pois sempre respeitei todos os parlamentares. Fizemos diversas denúncias sobre a prefeitura de São Luís e quantas vezes for preciso continuaremos trazendo discussões a esta Assembleia para que possamos ter moralidade no serviço público, pois enquanto parlamentar, não posso me eximir da responsabilidade de cobrar, fiscalizar e argumentar contra quaisquer indícios de irregularidades. Afinal, recebi uma procuração de 23 mil maranhenses que confiaram a mim o mandato para que eu pudesse dar voz a essa população, legislar e fiscalizar o Executivo. A burocracia da Administração Pública não pode ser utilizada para mascarar a realidade nem as omissões da Prefeitura”, disse.


O deputado finalizou o discurso afirmando que o atual gestor municipal também esbanja dinheiro público lançando “obra-fantasma” e colocando lápides e placas em locais que não realizarão melhorias, além de “administrar o patrimônio público como se administra interesses privados” e tentar justificar o injustificável.

Nenhum comentário

Leave a Reply