Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Aplicação da Política de Resíduos Sólidos em Imperatriz é tema de debate


PINHEIROFOTO 09:29
http://cbnsantos.com.br/

Na próxima terça-feira, 20 de outubro, às 18h, no auditório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus do Centro, a Política Nacional de Resíduos Sólidos será tema de debate. O evento faz parte da programação do Café e Cultura, promovido pelo Programa de Educação Tutorial (PET) - Conexões de Saberes de Imperatriz. O objetivo é discutir a aplicação da lei 12.305/10 (Política de Resíduos Sólidos) no município.

A mesa redonda contará com a participação dos professores Ismália Dias (bióloga), Paulo Roberto Ribeiro (farmacêutico), do secretário de Meio Ambiente do município, Richard Seba, do promotor de Meio Ambiente, Jadilson Cirqueira, e de um representante da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz (Ascamari), José Ferreira.




O evento é gratuito e aberto ao público em geral. Os participantes inscritos terão direito a certificado. As inscrições serão realizadas somente pelo site do programa: https://petconexoesccsst.wix.com/petconexoesccsst


Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) - A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) foi instituída em 2010, com o intuito de permitir o avanço do Brasil no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos. Cria metas importantes, como a eliminação dos lixões municipais e a inclusão de catadores de materiais recicláveis no processo de coleta seletiva. Além disso, estabelece instrumentos de planejamento nos níveis nacional, estadual, microregional, intermunicipal e municipal.


Contatos
Adriana Crispim (Tutora) – (99) 98171-8990

Raimara Guimarães (Acadêmica) – (99) 99203-8334

Idayane Ferreira (Acadêmica) – (99) 99114-6494


1 comentários Aplicação da Política de Resíduos Sólidos em Imperatriz é tema de debate

  1. é o maior chove não molha esse assunto,os governos sentaram encima desse problema a séculos.

    ResponderExcluir