Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Governo do Maranhão e Exército Brasileiro firmam parceria inédita na área da Infraestrutura


PINHEIROFOTO 18:47

Uma parceria inédita entre o Governo do Estado e o Exército Brasileiro está sendo firmada por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) e o 2º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC), que é sediado em Teresina (PI). Nesta quinta-feira (5), representantes do Batalhão participaram de uma reunião, em São Luís, no gabinete do secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, com o subsecretário Ednaldo Neves e secretários-adjuntos, para discutir os termos do convênio.


O secretário Clayton Noleto explicou à equipe militar que o governo recebeu a malha rodoviária em péssimas condições, com estradas deterioradas. E disse, também, que a melhoria na infraestrutura é uma das prioridades do governo Flávio Dino, junto às ações de combate à pobreza e melhoria dos Índices de Desenvolvimento Humano. Esta primeira parceria entre o Maranhão e o Exército será para a construção do trecho de 40 km da MA-034, entre os municípios de São João dos Patos e Passagem Franca.

Com importantes obras executadas em todo o país, o Departamento de Engenharia de Construção do Exército brasileiro atua, principalmente, em obras rodoviárias e ferroviárias, além da construção de açudes e barragens, e perfuração de poços. No Maranhão, o 2º BEC já atuou em obras do governo federal como a construção das rodovias BR-316 e BR-226, e da ponte metálica entre Timon e Teresina. Pela primeira vez, será realizada uma obra em parceria com o Governo do Estado. “É uma parceria inédita no Maranhão, vamos inaugurar uma nova etapa no governo, aproveitando essa expertise do Batalhão de Engenharia do Exército, reconhecida em todo o Brasil”, afirma o secretário Clayton Noleto.

Na reunião, o comandante do 2º BEC, coronel Marcelo Lima de Carvalho, explicou as fases de tramitação de um convênio com o Exército. A Sinfra vai realizar adequações no projeto apresentado e a previsão é de que o convênio seja assinado ainda este ano e as obras comecem após o período chuvoso. “Nós vamos elaborar o estudo de viabilidade e adequar o orçamento da obra, para submeter à análise em Brasília e, paralelamente a isso, vamos elaborar também o plano de trabalho”, informou o coronel Marcelo.

Nenhum comentário

Leave a Reply