Deputado Wellington lamenta morte de policial militar



O vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia Legislativa, deputado Wellington do Curso (PPS), lamentou a morte do Policial Militar do Serviço de Inteligência, James Fernandes, morto em uma troca de tiros com criminosos durante uma operação no município de Arari, na última quinta-feira (17).

Para o deputado, os policiais também são cidadãos e, como tais, têm direito à Segurança, garantia esta que deve ser assegurada pelo Estado, inclusive aos seus agentes.

“A violência tornou-se protagonista em nosso cenário e, com isso, vários sãos os policiais que estão tendo suas vidas ceifadas. Não podemos esquecer que nossos policiais são cidadãos e, como tais, têm direito à segurança, à proteção da vida. Não tivemos aqui a morte apenas de um policial, não foi apenas o ‘fim’ de uma função. Não, quem morreu foi um homem, que tinha uma mãe, uma família e que, independente da função desempenhada, era um ser humano, um cidadão que assim como os demais tinha o direito à segurança e à proteção da vida. Infelizmente, essas vidas não voltarão, mas que com isso o Estado passe a ter consciência de que os agentes de Segurança Pública são cidadãos com direitos e garantias e, por isso, tem-se o dever de zelar pelo bem mais precioso que esses agentes podem ter: a vida”, afirmou Wellington.