Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Quadrilha especializada em explodir caixas eletrônicos é desarticulada pela Polícia‏


PINHEIROFOTO 23:49


Quatro suspeitos de praticarem diversas explosões em caixas eletrônicos no interior do Maranhão, detidos em uma operação conjunta das polícias Civil e Militar no domingo (28), foram apresentados pela Secretária de Estado de Segurança Pública (SSP), nesta segunda-feira (29), na sede do órgão, em São Luís, durante uma entrevista coletiva.



Presentes na coletiva, o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela; o subcomandante da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), Coronel Jorge Luongo; e o delegado-geral da Polícia Civil, Lawrence Melo.



O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, afirmou que as prisões fazem parte do projeto ‘Maranhão mais seguro’ que está apresentando resultados positivos no combate a criminalidade. “Essa proposta vem para firmar a importância de uma polícia unificada em pró de um mesmo benefício, que é a segurança da sociedade. O “Maranhão mais Seguro”, segundo o secretário, continuará integrando as policias como objetivo de extinguir as práticas criminosas.



Prisões

A operação que levou foi colocada em prática por intermédio da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic) e da Diretoria de Inteligência e Assuntos Estratégicos (Diae).



O delegado-geral de Polícia Civil, Tiago Bardal, informou que a ação começou em Alto Alegre, onde a polícia prendeu Wanderson da Silva Araújo, de 27 anos; Adailton José do Nascimento Sousa, de 44 anos. Os dois têm passagens criminais por roubos a banco e cargas, além de terem mandados de prisão em aberto.



Dando continuidades às buscas, equipes da polícia civil e militar, prenderam, em Santa Inês, Wallyson Sousa Santos, de 23 anos; e Renato Menezes da Silva, de 29 anos.



Segundo o delegado Tiago Bardal, os quatro fazem parte do mesmo grupo e existem fortes indícios de que tenham envolvimento em assaltos a agências registrados e, Cantanhede, em 2014, e na explosão dos caixas eletrônicos em Peritoró, em 2012.



O grupo também é investigado por causa de explosões ocorridas, no início desse ano, nos municípios de Tufilândia, Lago Verde e Alto Alegre do Pindaré.



Maranhão mais seguro

O projeto ‘Maranhão Mais Seguro” foi iniciado este mês, com o mapeamento das áreas mais vulneráveis a este tipo de crime. Foram criadas oito bases em cidades estratégicas como Santa Inês, Pinheiro, Caxias, Timon, Presidente Dutra, São João dos Patos, Balsas e Imperatriz. Nos dois primeiros meses desse ano, 21 pessoas foram indiciadas, sendo 18 delas presas em flagrante.



Nenhum comentário

Leave a Reply