Escolher Menu

CONCURSOS

Últimas Notícias

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Governo do Estado viabiliza Casa da Gestante para Imperatriz


PINHEIROFOTO 13:41

As obras de reforma e adaptação no prédio onde vai funcionar a Casa da Gestante já foram iniciadas. Foto: Divulgação


Imperatriz receberá em breve atendimento especializado para as gestantes da região. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), está adaptando o antigo prédio da Unidade Regional de Educação, próximo à Câmara Municipal, para construção da Casa da Gestante. O local contará com uma estrutura de 20 leitos, copa, administração, estacionamento, recepção, auditório e área de vivência.

“A casa da gestante será um ponto de apoio para receber as grávidas de todas as regiões, com conforto e qualidade no atendimento”, disse o secretário da Sinfra, Clayton Noleto.

A ideia é proporcionar as parturientes um ambiente diferente do hospitalar, mais acolhedor e confortável, principalmente para casos de internação. Será atendida a gravidez de baixo risco, que contará com o apoio de uma equipe multidisciplinar. O objetivo é dar a assistência necessária às mulheres, desde o planejamento familiar. Os casos mais complicados continuarão sendo recebidos pelo Hospital Regional Materno Infantil (HRMI).

De acordo com o diretor do HRMI, Reginaldo Nascimento Batista, mais de 600 mulheres são atendidas por mês na unidade. São diversos atendimentos, de várias cidades vizinhas. Ele acredita que a inauguração da Casa da Gestante vai contribuir para a descentralização do atendimento no Materno Infantil. “Desafoga o atendimento e teremos mais condições de proporcionar um parto mais humanizado”, avalia.

A Casa da Gestante funcionará como uma espécie de local de apoio. “Não será um ambiente hospitalar. Vai atender a gravidez de baixo risco. Nossa maternidade era para atender só de alto risco, mas hoje atendemos a todas porque não há um local com suporte para atender. Então, essa iniciativa vai melhorar muito o atendimento as grávidas da região”, disse.

Nenhum comentário

Leave a Reply