Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » “Identificar e prender os bandidos que aterrorizam o Dom Gregory é prioridade” garante coronel Edeilson


PINHEIROFOTO 07:55



Oficial se reuniu ontem pela manhã com os moradores daquele residencial e representantes da SEDES e da SINFRA

Como tem feito, sempre que convidado, o tenente-coronel Edeilson Carvalho, comandante do Terceiro BPM, reuniu-se ontem pela manhã na quadra do Centro de Referência da Assistência Social-CRAS , do bairro Bom Jesus, com os moradores do mais novo residencial popular da cidade o Dom Gregory para discutir e encontrar solução para o clima de violência que tomou conta do lugar nas últimas semanas, situação agravada depois do registro do estupro de uma moradora.


O encontro articulado pela comunidade contou com as presenças da coordenadora do Cras, Katiana Miranda e da coordenadora do serviço técnico social da Secretaria Municipal da Infraestrutura Tamyris Pereira Fernandes, num esforço conjunto para que a paz e a tranquilidade das famílias voltem a reinar naquele logradouro entregue recentemente pela Prefeitura às 342 famílias cadastradas pelo serviço social do PAC I.


Depois de ouvir atentamente a comunidade e as assistentes sociais, o comandante do 14 Batalhão, disse que aquele setor já é guarnecido por dois militares que realizam rondas rotineiras mas que, diante do que ouviu, garantiu reforçar o serviço, assim como fez no Parque Amazonas que até pouco tempo passava pelo mesma situação.



“Passo importante é identificar esses bandidos, incluindo o maníaco sexual, que tem tirado o sono das mulheres. Vamos sair daqui já com algumas pistas. Não vai demorar vamos prender esses elementos” disse o comandante. Para esse enfrentamento Edeilson Carvalho pediu a colaboração da comunidade sob a garantia do anonimato.


A assistente social Tamyres avaliou como positiva a ida do tenente-coronel Edeilson á reunião sendo para ela uma demonstração de comprometimento com a segurança pública e com os anseios daquela comunidade. Só queremos que essa comunidade viva em paz. Confiamos e acreditamos no trabalho da Polícia”

Nenhum comentário

Leave a Reply