Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » Descaso: servidores estão com três meses de salários atrasados em Governador Edison Lobão


PINHEIROFOTO 10:56
Eles denunciam irregularidades e a falta de compromisso da gestão municipal



Governador Edison Lobão – Os novos servidores concursados do município de Governador Edison Lobão [33 km de Imperatriz] denunciam que estão com três meses de salários atrasados.

De acordo com informações, os servidores foram empossados em seus respectivos cargos ainda no mês de fevereiro deste ano, porém logo se depararam com a triste [e irresponsável] realidade do município de Governador Edison Lobão.


A maioria dos novos servidores nunca viu a cor do dinheiro, direito líquido e assegurado pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), sendo essa uma das principais reivindicações ao prefeito Evando Viana (PRB).

Sem renda, os funcionários públicos amargam a triste realidade e enfrentam dificuldades para sobreviver, inclusive comprar gêneros alimentícios no comércio local.

Os servidores lotados nas secretarias de Educação, Saúde, Cultura e Assistência Social são os mais prejudicados com a falta de compromisso da gestão municipal.


Em todos esses anos, os trabalhadores do município alegam o sucateamento e a falência da máquina pública, principalmente na gestão do prefeito Evando Viana.

Eles denunciam que faltam remédios nos postos de saúde, obrigando a população de Governador Edison Lobão a se deslocar até Imperatriz para conseguir medicação, direito da população de encontrar no município que residem.

E afirmam que todos os anos para conseguir a regularidade dos salários, os professores são obrigados a realizar movimentos grevistas para fazer valer os seus direitos de profissionais da educação. Porém, infelizmente quase sempre não são atendidos integralmente e acabam voltando para salas de aulas que não oferecem condições adequadas.


A infraestrutura da cidade está um caos, e somente agora, em ano de eleição o atual prefeito tenta maquiar a falência do município realizando uma suposta “operação tapa-buracos” nas ruas da cidade, visando enganar os eleitores.

E a Secretaria Municipal de Assistência Social, cuja secretária é a primeira-dama, está jogadas praticamente para “as obras”. Sem internet, os usuários não conseguem nem se cadastrar no programa Bolsa Família. A internet teria sido “suspensa” por falta de pagamento.

Os servidores pedem socorro ao Ministério Público do Maranhão.


Texto: Kelly Queiroz

Nenhum comentário

Leave a Reply