Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » » Léo Cunha repudia atitude do Procon no processo de transferência do Viva Cidadão de Imperatriz


PINHEIROFOTO 18:52


O deputado estadual Léo Cunha (PSC) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, durante a sessão plenária desta segunda-feira (27), e repudiou de forma veemente a decisão do presidente do Serviço de Defesa e Proteção do Consumidor (PROCON/MA), Duarte Júnior, em encerrar as atividades e transferir de local os serviços de atendimento do Viva Cidadão de Imperatriz, unidade instalada no centro da cidade.

Nos próximos dias, o Procon/MA vai implantar o estabelecimento no Shopping Imperial, o que dificulta o acesso das pessoas de menor poder aquisitivo.

O protesto do deputado ocorreu em razão da forma como a medida foi tomada, sem que houvesse uma consulta pública e sem uma avaliação mais criteriosa sobre os impactos dessa transferência.

“Esta unidade, desde o ano 2000, vem influenciando na área comercial do centro da cidade. Lá, circulam cidadãos de toda a região Tocantina. Antes, quando não tinha essa unidade, a rua Godofredo Viana era uma via sem grande fluxo de atividade comercial. Logo após implantada a unidade do Viva Cidadão, vários pontos comerciais surgiram como Banco do Brasil, Banco Bradesco e outros pontos comerciais”, destacou o parlamentar.

O deputado Léo Cunha ouviu nos últimos dias diversas reclamações de populares e apelos dos comerciantes e empresários da cidade. A maioria da população e várias entidades imperatrizenses são contrárias a essa transferência e a forma como ela vem se concretizando.

“O presidente do Procon, Duarte Junior, anunciou semana passada a retirada da unidade do Viva Cidadão do centro de Imperatriz, que há mais de 16 anos estava naquele lugar. Tomou a decisão de transferir para o Shopping Imperial, causando grande transtorno e gerando revolta entre comerciantes e população, deixando os mesmos insatisfeitos com o governo”, enfatizou.

O parlamentar foi procurado pelos membros da Associação dos Comerciantes do Calçadão, Marcone Marques, que entregou ao deputado uma cópia da carta aberta enviada ao governador Flávio Dino, para que Léo Cunha intercedesse junto ao Governo a reversão da decisão tomada pelo Procon/MA, órgão responsável pela gestão do Viva Cidadão.

“Tenho certeza que o governador não tem informações completas da grande importância desta unidade no centro de Imperatriz. Venho sugerir que em vez de desativar a unidade do centro, que seja criada uma segunda unidade no Shopping Imperial para atender aqueles com maior poder aquisitivo, pois lá, terão que pagar estacionamento para motos e veículos”, finalizou o parlamentar.

Nenhum comentário

Leave a Reply