Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » » Canal “Saúde na Estrada” vem gravar e mostrar bons resultados da Secretaria de Saúde de Imperatriz


PINHEIROFOTO 20:08


A TV está mostrando o bom funcionamento de projetos vinculados ao SUS. Consultório na Rua e Unidade Móvel Oncológica foram os escolhidos do Maranhão a serem exibidos no Programa

            Durante essa semana a equipe de TV do Canal Saúde na Estrada, ligada a Fundação Oswaldo Cruz, está em Imperatriz acompanhando o trabalho da Unidade Móvel Oncológica e do Consultório na Rua. As gravações iniciaram na segunda feira (17) e seguem até sexta feira (21). Os programas foram escolhidos pela produção da TV em função dos bons resultados apresentados pelo trabalho desenvolvido desde quando foram implantados no município.

            Segundo o produtor, Geraldo Borowski, sua equipe viaja por todo o Brasil em busca de experiências bem sucedidas no SUS. “Nós levamos em consideração a própria experiência dentro do SUS, buscando projetos diferenciados, que desenvolva as boas práticas preconizadas pelo Ministério da Saúde e pelos resultados alcançados junto ao seu público alvo; sempre priorizando os profissionais envolvidos e os usuários beneficiados”, informa Borowski.


            No Maranhão, a Unidade Móvel e o Consultório na Rua são os primeiros projetos a serem mostrados no canal Saúde na Estrada que tem abrangência nacional. Vale ressaltar que além do nosso Estado, na região Norte/Nordeste em 2016 foram mostradas experiências da Bahia, Pernambuco, Alagoas e Tocantins.

                 “A gente viaja o Brasil inteiro, em busca de projetos bem sucedidos dentro da Rede SUS, então nós descobrimos a existência dessa Unidade Móvel e do Consultório na Rua de Imperatriz, e viemos atestar o funcionamento destes serviços, e pelo que já conversamos com alguns usuários, são realmente projetos que tem levado melhorias na qualidade de vidas das pessoas”, diz o repórter do canal Saúde, Eduardo Souza.

Canal Saúde  é uma emissora de televisão do Sistema Público de Saúde (SUS), sediada na Fundação Oswaldo Cruz. Em atividade há 20 anos, está no ar diariamente, das 8h às 24h, com produções próprias e em parceria com produtores independentes e outras instituições. Com um espaço próprio de transmissão, abrange o país todo através de antena parabólica, Web TV diretamente no site http://www.canal.fiocruz.br/, na TV aberta digital pelo canal 2.4 para Brasília e Rio de Janeiro e 3.4 em São Paulo, além canais parceiros (http://www.canal.fiocruz.br/como-assistir/ ). 

Os programas veiculados no Canal Saúde são produzidos com o propósito de alcançar públicos variados com conteúdos específicos sobre políticas públicas, medicina, cidadania, tecnologia, meio ambiente, sustentabilidade, entre outros. 


Unidade Móvel  Os pacientes atendidos na Unidade Móvel que tem diagnósticos suspeito já passam pelo especialista automaticamente, sem a necessidade de ir atrás de marcação de consulta. Os exames complementares também já são marcados e autorizados pela equipe da Unidade Móvel que dar sequencia ao atendimento que o usuário necessita. Vale ainda ressaltar, segundo Vilenice, que o paciente diagnosticado com câncer por meio da Unidade Oncológica inicia o tratamento bem antes do tempo determinado por lei (no máximo 60 dias após o diagnóstico), o que possibilita maiores chances de cura do paciente “que tem se demonstrado contente com nosso atendimento!”, destaca a coordena­­dora.

Satisfação  No total, aproximadamente 70 mil atendimentos já foram realizados pela Unidade Móvel de Prevenção e Combate ao Câncer que começou a prestar os serviços em novembro de 2013 em Imperatriz. Entre milhares de imperatrizenses que já passaram pela Unidade está a aposentada Aciolina de Araújo que descobriu um câncer através dos profissionais da Unidade. “Eu tinha uma ferida no nariz que coçava e não cicatrizava, daí eu fui consultar na Unidade Móvel que estava aqui perto da minha casa, na Vila Nova; E para minha surpresa, eu fui diagnosticada com câncer de pele, mas graças ao atendimento da Unidade Móvel, eu já fiz logo a biopsia e o tratamento, além de está sendo acompanhada pelo Oncologista. Para mim o atendimento foi ótimo, e graças a Deus, hoje estou curada”, afirma a usuária em seu depoimento a reportagem, ao ressaltar a alegria de ter recebido a assistência necessária dentro do Sistema Único de Saúde por meio da Unidade Móvel.

            Assim como a aposentada Aciolina, milhares de pessoas estão satisfeita, a exemplo de Jessica Gonçalves e Joana Oliveira – que se emociona ao falar do atendimento que recebeu. “Uma vez eu vi duas pessoas na TV pedindo ajuda para tratamento fora, porque estava com câncer em estágio avançado, e eu fique pensando, o que está faltando para essas pessoas é informação, porque se já tivesse descobrido o ‘ônibus’ não estaria nessa situação, porque eu fui atendida com diagnóstico e tratamento em um tempo bem pequeno, e graças a essa equipe, estou curada de uma doença que eu descobri em uma simples consulta de rotina ao ver o ‘ônibus’ no meu bairro”, relata Joana, ao deixar cair uma lágrima do olho.

            Jéssica também está sendo assistida pela Unidade e fala da facilidade que o Programa trouxe para sua vida: “Eu e meu irmão já nascemos praticamente com câncer de pele porque não temos uma proteção natural que as pessoas tem contra o sol, e em função disso, eu fazia tratamento em Teresina, e agora depois da Unidade Móvel, toda vez que a lesão aparece eu venho aqui, o dermatologista, retira com a biopsia e resolve meu problema”, afirma.

Consultório na Rua – Funcionando em Imperatriz há cerca de cinco anos, o Programa Consultório na Rua, leva a centenas de pessoas, atendimento em saúde, possibilitando uma nova realidade aos moradores em situação de rua, que passam a ter uma expectativa de dias melhores. O Projeto, mantido pela Prefeitura Municipal de Imperatriz por meio da Secretaria de Saúde leva atendimento clínico aos moradores de rua independentemente dos locais onde eles se encontram. Praças e Postos de Gasolina são os principais pontos visitados diariamente, pois são os lugares que servem como ponto de encontro destas pessoas.

            O Programa já reconhecido regionalmente pela excelência com que desenvolve suas atividades. Hoje o programa atende cerca de duzentas pessoas, entre elas, moradores de rua, usuários do centro POP e internos do Centro Terapêutico. Estas pessoas são acompanhadas regularmente por uma equipe multidisciplinar, composta por Médico, Enfermeiro, Assistente Social, Técnicos de Enfermagem, Psicóloga e Agente Social.

Nenhum comentário

Leave a Reply