MERCADINHO- Horário de carga e descarga vai melhorar o trânsito e a mobilidade urbana



Vereador Chiquim da Diferro elogia iniciativa do prefeito Assis Ramos

Imperatriz – A iniciativa do prefeito Assis Ramos em regulamentar o horário de carga e descarga no setor do Mercadinho é reconhecida publicamente pelo vereador Francisco Rodrigues da Costa (PMN), o Chiquim da Diferro. Ele utilizou nessa quinta-feira (19) uma rede social para ressaltar a determinação e coragem do prefeito que solucionará um problema histórico no desorganizado trânsito do Mercadinho.

“Quero parabenizá-lo pela determinação e coragem, além de se preocupar com o trânsito de nossa cidade colocando em prática o cumprimento da Lei Municipal nº 015/2008 que disciplina o horário para carga e descarga em vias públicas em Imperatriz”, elogia o parlamentar que vê o grande benefício que a medida oferecerá para a mobilidade urbana da segunda maior do Maranhão.


Ele considera inadmissível que veículos de grande porte continuem realizando operações de carga e descarga em horário comercial na área urbana de Imperatriz, provocando congestionamento do trânsito e prejudicando a mobilidade, principalmente durante os chamados horários de picos.

O vereador observa que “em cidades de médio e grande porte não permitem que caminhões circulem, em horário comercial, pela área central ---e muito menos--- realizem operações de carga e descarga na área central”.

“Imperatriz é uma de mais de 300 mil habitantes, alguém precisa seguir determinadas regras no trânsito, como é o caso dessa lei que apresentei em 2008, porém a gestão da época não teve coragem de enfrentar o problema”, disse ele, que salienta a determinação do prefeito Assis Ramos em colocar ordem na cidade, de acordo com o que prevê a legislação.

Chiquim da Diferro explica que a gestão passada não sancionou o Projeto de Lei [nº 015/2008], bem como não vetou que, de acordo com a Constituição, “decorrido o prazo de quinze dias úteis sem manifestação expressa do chefe do Poder Executivo, considera-se sancionada tacitamente a lei”