Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

CÂMARA MUNICIPAL DE IMPWERATRIZ

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » » Porto Franco- Prefeito decreta situação de emergência e aumenta diárias de viagens


PINHEIROFOTO 14:27


                  Prefeito subiu em 150% a diária de viagem.

O Brasil vive um grande ‘celeuma’ administrativo que envolve a crise financeira decorrente da queda de arrecadação e o entrave quanto aos novos gestores que envolvem questões éticas e morais na gestão pública, principalmente quando ignoram o próprio discurso de crise financeira e aumentam salários e diárias de viagens.

Na cidade de Porto Franco no dia 02 de janeiro, portanto a primeira semana de administração, o decreto N°037/2017, assinado pelo prefeito Nelson Horácio, foi decretada a situação de emergência no âmbito da Administração Municipal. Com a medida o prefeito fica desimpedido de contratar, comprar e gastar com o que for necessário, sem a responsabilidade de licitar durante o período em que a cidade estiver nessa "grave crise administrativa". 

Se não bastasse, outra medida ainda não foi digerida. O prefeito Nelson Horácio baixou outro decreto que aumentou a diária de prefeito, vice-prefeito e secretários que se desloquem para outro município ou para a capital. A diária do prefeito, por exemplo, passou de 600 reais para 1 mil e 500 reais. Um aumento de mais de 150% (cento e cinqüenta por cento). O vice, sem autonomia administrativa, pode representar o executivo e ainda receber 1 mil e 200 reais e mais a metade do valor do dia seguinte. Isto porque qualquer representante que viaje para a capital não conseguirá voltar em menos de 2 dias.

A decisão do prefeito de subir acima de qualquer base de calculo o valor das diárias não é irregular, no entanto, como existe um discurso orquestrado de que o município se encontra quebrado, a medida é considerada injustificável para a administração pública, principalmente para as prefeituras que passam por queda na arrecadação.

Abaixo segue os antigos valores das diárias do primeiro escalão:

Nenhum comentário

Leave a Reply