.

.

Assis chama 500 concursados e escapa de multa de R$ 3,1 milhões



Um acordo firmado entre o Município de Imperatriz e os ministérios públicos do Trabalho e do Estado vão agregar aos quadros de servidores da Prefeitura 508 concursados de 2012, preenchendo lacunas nos quadros da Saúde e da Educação (principalmente) e ainda vão dar à gestão o direito de administrar os R$ 3.100.000,00 de multas aplicadas em decorrência do descumprimento de Termos de Ajuste de Conduta (TAC) pelo então prefeito Sebastião Madeira (PSDB).

O anúncio foi feito na quinta-feira, 27, pelo prefeito Assis Ramos e pelo seu secretária de Administração, José Antonio Silva Pereira, em matéria divulgada numa rede estadual de televisão. O concurso foi em 2012 e o Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público do Estado acionaram o Município buscando sanar irregularidade. Por duas vezes a o concurso foi revalidado, mas o então prefeito Sebastião Madeira acabou não cumprindo o TAC que firmara com os MPs e acabou por ser alvo de uma ação civil pública.

Em decorrência da execução desse TAC, a prefeitura foi condenada a desembolsar R$ 1,9 milhão, quantia que já se elevara a R$ 3.125.000,00. Negociações feitas pela atual gestão resultaram, segundo o secretário José Antonio, em soluções que vão ser aplicadas no decorrer dos próximos 90 dias, período em que os 508 concursados vão ser convocados a assumirem o emprego. Como efeito, o desembolso da multa de mais de R$ 3,1 milhões se dará num fundo que o próprio município poderá utilizar na recuperação e modernização de 5 praças "que vão embelezar a cidade e dar muito mais qualidade de vida às pessoas" - salientou Assis Ramos.

José Antonio lembrou que, dos mais de 500 concursados, 20 são médicos; 67, enfermeiros, e 200 são da área da Educação. "Vão nos complementar em boa hora, assim como profissionais de outros segmentos, como os que irão para o Matadouro Municipal, onde as contratações temporárias estavam vencendo.

Nas próximas horas o Portal Oficial da Prefeitura de Imperatriz vai publicar a lista de concursados que vão ser convocados. O secretário José Antonio informou que não ha a necessidades do comparecimento imediato. "Temos prazo de noventa dias para integrá-los e isso irá sendo feito na medida que cada um for sendo chamado por nós"- garantiu.