Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » » » » » » » » » » » » » Documentos e equipamento de Informática da prefeitura de Porto Franco da Gestão Adersinho Marinho, são apreendidos pela polícia em escritório de Contador em Imperatriz


PINHEIROFOTO 19:44
Na manhã de terça feira uma Equipe de Policiais Civis da Delegacia de Narcóticos, comandada pelo Delegado Fabian Victor Kleine, fizeram uma Operação para dar apoio ao um Cumprimento a um Mandado de Busca e Apreensão, espedida pela Comarca de Porto Franco, a Operação foi feita a um pedido do Diretor da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) que tem a frente o Delegado Thiago Bardal.


A Equipe do Delegado Fabian Victor, que acompanhou um Oficial de Justiça, apreenderam dezenas de caixas de documentos da prefeitura de Porto Franco, referente a Gestão do ex-prefeito Adersinho Marinho, além dos documentos foram apreendidos equipamentos de Informática, computadores e HDS, a apreensão aconteceu na Rua Teotônio Vilela, em uma quitinete, localizado no Bairro Vila Nova.


Além da apreensão dos documentos, os policiais fizeram a prisão do contador, Ricardo Abreu da Silva, pelo crime de “ supressão, ocultação de documentos público, ( Artigo 305 do Código Penal) a pena por este crime é de 2 á 6 anos de prisão, de acordo com o Delegado Eduardo Galvão que fez o flagrante, não cabe fiança, ele disse ainda que outras pessoas que pegaram estes documentos irão responder pelo mesmo crime.


O Procurador Jurídico do Município de Porto Franco, Regione Teixeira da Silva, explicou que o prefeito Nelson Horácio, ao assumir em janeiro, constatou que o prefeito anterior, Adersinho teria retirado todos os bancos de dados do município, inclusive computadores e HDS, arquivos de folhas de pagamentos, contábeis e pagamentos de fornecedores, com a faltas destes documentos e de outros, estariam causando diversos problemas para atual gestão.


Por este motivo, a Procuradoria do Município ingressou com uma ação, com pedido de liminar para que fosse devolvido todos os documentos e os equipamentos para o município, “ Já tínhamos informações que estavam em um Escritório de Contabilidade em Imperatriz” o Advogado do contador, Yuri Natachy, informou seu cliente assinou um contrato de prestação de serviço para ex-prefeito Aderson Marinho, em 11 de Abril e que os documentos apreendidos eram apenas copias, ele ressaltou que um outro contador responsável pela prestação de consta do ex-prefeito deixou de fazer, por isso ele não ocultou nenhum documento público.

            

Nenhum comentário

Leave a Reply