.

.

Câmara aprova doação de terreno para construção de Núcleo de Educação Integral


Por unanimidade, o Plenário da Câmara Municipal aprovou a doação, por parte do Município, de um terreno de 16 mil metros quadrados, na Vila Palmares, onde o Governo do Estado pretende construir uma unidade do Núcleo de Educação Integral do Maranhão.

O projeto foi enviado à Casa em 2016 pelo então prefeito Sebastião Madeira (PSDB), mas não entrou na pauta por impedimento legal, já que era ano eleitoral e a legislação veda essas e outras práticas por parte dos gestores para não caracterizar uso da máquina pública em favor de determinada candidatura.

O relator do projeto, Adhemar Freitas Júnior (PSC), vice-presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, destacou a importância do projeto: "O benefício é para a comunidade, que carece de mais atenção seja do governo do Estado ou do Município e a Câmara deve zelar e lutar por essa atenção, que é um direito da comunidade. Independente de quem esteja no poder, o importante é a conclusão da doação do terreno e a execução da obra".

O Núcleo

O Núcleo de Educação Integral funcionará como centro de apoio para todas as escolas estaduais da região: um lugar onde os alunos poderão estudar, fazer pesquisas, ter espaços para o esporte e lazer. Os estudantes da rede estadual de ensino de Imperatriz e de municípios vizinhos poderão utilizar o espaço para desenvolver atividades complementares aos estudos regulares.

Terá uma área construída de 4.116,47 m² distribuídos em 6 salas temáticas; 1 quadra esportiva; 1 auditório; 1 biblioteca; 4 laboratórios, sendo: 1 laboratório de Química/Biologia/Física, 1 de Robótica, 1 de Informática e 1 de Matemática; 1 sala de Artes, 1 sala de Idiomas, 2 salas de descanso para os professores, 1 sala de descanso para os alunos; 1 ambulatório, banheiros, sala de professores, almoxarifado, sala de direção.

No começo do ano, o Governo do Estado assinou ordens de serviços para a construção dos núcleos nos municípios de Santa Inês, Vargem Grande, Codó, Viana, Açailândia, Zé Doca e Santa Luzia. com investimentos de R$ 40 milhões. A unidade de Imperatriz deve ser autorizada ainda este ano.

"A votação da matéria atende também um pleito que fizemos mês passado na tribuna da Casa, solicitando que a Comissão de Constituição, Justiça e Redação formalizasse seu parecer para que votássemos o projeto em Plenário, pois é de interesse do Governo do Estado construir a unidade de Imperatriz talvez ainda este ano", observou o vereador Carlos Hermes (PCdoB).