Prefeitura fecha acordo com enfermeiros


Saldo positivo após as negociações para valorizar categoria

Município e representantes do Sindicato dos Enfermeiros do Maranhão (Seema) definiram acordo salarial da classe, na tarde de quarta-feira, 31. O reajuste foi de 6,29% correspondente ao índice inflacionário de 2016. A reposição será sobre o salário base, retroativo a março de 2017, e os servidores receberão a partir da folha de pagamento de junho.

Foi decidido, ainda, que os profissionais lotados nos estabelecimentos hospitalares em condições insalubres, conforme estabelecido por lei, receberão adicional de insalubridade, calculado sobre o salário base, de acordo com o artigo 60 da Lei Complementar nº 003/2014. “Além disso, todos os benefícios já conquistados pela categoria permanecem, como por exemplo, o vale alimentação equiparado no valor de R$240,00, e a carga horária de 30h semanais” - explica o secretário de Administração e Modernização, José Antônio Pereira.

Na assinatura do acordo, a diretora do Sindicato dos Enfermeiros, Lívia Maria Bustamantes, ressaltou que a categoria se sentiu contemplada com a negociação e que a Prefeitura sempre manteve o diálogo com o sindicato desde o início das conversações, o que é bastante positivo nessa gestão. “Os trabalhadores ficaram satisfeitos com o que foi acordado, eles se sentiram valorizados por terem suas demandas atendidas. Claro que a gente gostaria de ter ganhado um pouco mais, porém nós entendemos as dificuldades em relação a situação financeira. Contudo, sempre fomos recebidos e o município nunca se opôs a sentar e negociar” – pontuou.

Também assinaram o termo coletivo, o secretário de Saúde, Alair Firmiano, e a delegada sindical do Seema, Henny Barros. Com este acordo, a Prefeitura está encerrando as rodadas de negociações para reajustes salariais 2017.


Pagamento dos servidores – Segundo José Antônio Pereira, o prefeito Assis Ramos reafirma o compromisso de pagar os salários em dia. Foi creditado ainda na quarta feira (31) o pagamento da folha de maio. Além do pagamento dos servidores da Educação, já com o aumento de 6,29%, veio o retroativo da data base do mês de abril de 2017, e também o remanescente do retroativo de 2016. “Vale observar que a gestão segue com o pagamento progressivo do terço de férias dos servidores que estavam atrasados desde 2016, e dos vales alimentação, todo dia 10” - ressalta o secretário da Seamo.