..

..

Sebastião Régis terá Polo do Centro de Convivência



“Mutirão Social” será realizado para prestar serviços no local

Depois da reativação do Polo do Centro de Convivência do Parque São José, no Bairro Santa Rita, a Prefeitura de Imperatriz, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes), vai implantar, no segundo semestre deste ano, uma unidade do Centro de Convivência no Habitacional Sebastião Régis, no Bairro Sumaré.

Acompanhada da coordenadora geral do SCFV, Celene Jardim, do Programa Minha Casa, Minha Vida, Goreth Santos, e engenheiros da Canopus – construtora responsável pela construção das casas, a secretária Fátima Avelino fez uma visita ao local onde deve funcionar o Polo. “Essa unidade faz parte do processo de políticas públicas implantadas pelo prefeito Assis Ramos. São ações direcionadas às famílias em situação de vulnerabilidade social, atendidas pela Sedes” – enfatizou.

Coordenado pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), o Centro busca “ampliar as trocas culturais e de vivências, desenvolvendo os sentimentos de pertencimento e de identidade, fortalecendo vínculos e incentivando a socialização e a convivência comunitária” - destacou Celene Jardim.

Atualmente o município conta com 13 Polos em funcionamento, sendo cinco na zona urbana (Bom Jesus, Parque Alvorada, São José, Vila Davi e Vila Vitória) e oito na zona rural (Bacaba, Centro Novo, Coquelândia, Olho D’Água, Petrolina, São Félix, Vila Conceição I e Vila Conceição II).

Mutirão Social

Antes da instalação do Centro de Convivência, a Sedes realizará, na primeira semana de julho, o “Mutirão Social”, para atendimento de cerca de duas mil famílias do Habitacional Sebastião Régis. Durante a ação o SCFV vai desenvolver atividades educativas, esportivas e de lazer, enquanto o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), do Bairro Santa Rita, ofertará o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), atendimento individual e coletivo, encaminhamento, orientação em grupo e o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), instrumento de coleta de dados e informações que geram o programa de transferência de renda Bolsa Família.

Segundo o coordenador Municipal do Bolsa Família, Junison de Souza, “as atividades serão realizadas no Sebastião Régis por se tratarem de unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida”.