.

.

Socorrão renova estrutura física e de servidores para melhorar atendimento


Equipamentos e novos profissionais mudam realidade do hospital


Um caminhão de equipamentos e mobílias foi descarregado, na manhã de sexta feira, (4), no Hospital Municipal de Imperatriz (HMI) – Socorrão. Macas, cadeiras de rodas de inox, instrumentos cirúrgicos, materiais médicos hospitalares e poltronas de descanso para sala de observação, estão entre os itens que mudam a realidade do atendimento, tanto para os profissionais quanto para os usuários. Os recursos para a compra desse material vem de uma emenda do senador João Alberto de Sousa (PMDB).

Segundo o secretário de Saúde, Alair Firmiano, toda a estrutura do hospital está sendo renovada, a começar pela substituição dos móveis defasados e pela instalação de centrais de ar no centro cirúrgico, nas UTI’s e em algumas enfermarias. “Não queremos mais nenhum paciente esperando nos corredores. Agora eles vão ficar em salas confortáveis e em cadeiras apropriadas” - ressaltou.

A renovação também acontece com a troca de todo o instrumental cirúrgico do hospital, o que vai melhorar as condições de trabalho dos profissionais. “Além disso, será montada na UTI uma gasometria - exame que permite o médico controlar os medicamentos que são administrados no paciente e será oferecida a angina – exame para diagnóstico do infarto agudo do miocárdio” – explicou o secretário. De acordo com Alair, é primeira vez que o HMI conta com estes procedimentos.

Para a técnica em enfermagem Ariadna Almeida, servidora do Socorrão, esses instrumentos melhoram o ambiente para o exercício das atividades diárias. “Tínhamos poucas macas e boa parte com tempo de vida útil já ultrapassada. Todo esse aparato vai trazer agilidade no transporte do paciente e melhor acolhida, além de nos permitir desenvolver uma assistência mais qualificada” - relatou.


Outra medida que vem proporcionando melhorias no atendimento foi a contratação, através do seletivo e chamamento do concurso, de 273 profissionais. De acordo com o diretor geral do HMI, Alberto Gomes, cerca de 160 servidores já foram convocados, dentre eles, enfermeiros, técnicos em enfermagem, porteiro, motorista, costureira, maqueiro e auxiliares de nutrição e de lavanderia. “Nosso atendimento melhorou, com o aumento no quantitativo de funcionários. Ainda temos muito a fazer, mas com o apoio do nosso secretário e do prefeito, estamos avançando o processo de trabalho do Socorrão e aos poucos mudando o entendimento de que o hospital é ruim” - conclui.

Alberto acrescenta, ainda, que a estrutura a UTI adulta só possuía sete leitos e atualmente conta com 16 em funcionamento, quase com a capacidade total. A infantil eram apenas dois leitos e agora possue oito.