Escolher Menu

CONCURSOS

Últimas Notícias

POLICIAL

GERAL

POLÍTICA

TRÂNSITO

Valeria Macedo

Valeria Macedo
A ossada de Epaminondas Gomes de Oliveira, chegou na noite de sábado no Aeroporto de Imperatriz, familiares de Epaminondas, um Delegado da Policial Federal e um Perito do IML de Brasilia também vieram, junto com neto Epaminondas, a ossada será enterrado neste domingo as 17 horas em Porto Franco, segundo o neto ele foi torturado na antiga sede do DER localizado na entrada de Imperatriz, próximo á Ponte do Cacau.          

Primeiro desaparecido identificado pela CNV, Epaminondas Gomes de Oliveira, morto em um hospital do Exército em 1971, estava enterrado em Brasília, mas família nunca teve acesso a seus restos mortais

Laudo solicitado pela Comissão Nacional da Verdade ao Instituto Médico Legal de Brasília comprovou que os restos mortais exumados do Cemitério Campo da Esperança, em 24 de setembro de 2013, são do sapateiro e líder comunista maranhense Epaminondas Gomes de Oliveira, morto aos 68 anos, sob custódia do Exército, no antigo Hospital de Guarnição de Brasília, atual Hospital Militar de Área de Brasília, em 20 de agosto de 1971.
Epaminondas, que também foi prefeito em sua cidade natal, Pastos Bons (MA), é o primeiro desaparecido político identificado pela CNV.
Epaminondas foi preso em um garimpo paraense, em 7 de agosto de 1971, durante a Operação Mesopotâmia, realizada para prender lideranças políticas da oposição na região do Bico do Papagaio (divisa tríplice entre Pará, Tocantins, então Goiás, e o Maranhão), com o objetivo de tentar detectar focos guerrilheiros na região.
Segundo depoimentos colhidos pela CNV, após ter sido torturado numa área do DNER localizada na estrada entre Porto Franco, cidade onde vivia, e Imperatriz, ambas no MA, Epaminondas foi levado a Brasília, onde permaneceu preso, foi novamente torturado no Pelotão de Investigações Criminais (PIC), e morreu, no dia 20 de agosto de 1971, aos 68 anos, sob a custódia do Exército, no antigo Hospital de Guarnição de Brasília, atual Hospital Militar de Área de Brasília.
Ao todo, a CNV colheu 41 depoimentos sobre o caso Epaminondas e a Operação Mesopotâmia em Brasília, no Maranhão e em Tocantins.
Segundo os testemunhos, os presos pela Operação Mesopotâmia em Porto Franco e Tocantinópolis foram colocados em um caminhão de carroceria aberta, que passou pelas principais ruas da cidade, para que fossem vistos por todos. Depois, oficiais levaram os presos para um acampamento do DNER à beira da estrada entre Porto Franco e Imperatriz. Lá, Epaminondas, tido como o líder do grupo, foi o que mais sofreu, recebendo choques e espancamentos. Os militares, segundo os depoimentos, obrigaram os companheiros de Epaminondas a se perfilarem em corredor polonês e o agredir, com socos e tapas.
No PIC, Epaminondas voltou a ser torturado com choques e socos. O cabo do Exército reformado Anísio Coutinho de Aguiar, nascido em Porto Franco, que teve aulas de reforço de português com Epaminondas, foi ouvido pela CNV em outubro de 2013 e afirmou ter visto Epaminondas preso em Brasília, já debilitado.
Epaminondas era próximo do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e posteriormente do Partido Revolucionário dos Trabalhadores (PRT), uma dissidência da Ação Popular (AP). Não há, contudo, informações que comprovem a participação de Epaminondas e de outros militantes comunistas de Porto Franco (MA) e da vizinha Tocantinópolis (TO) com a guerrilha ou ações armadas isoladas.
O único elo de ligação é que, em virtude de sua militância, Epaminondas e seu grupo teriam intermediado com o Partido Comunista a instalação em Porto Franco do médico João Carlos Haas Sobrinho, desaparecido na Guerrilha do Araguaia, que antes de engajar-se na luta armada viveu 20 meses na cidade, onde atuou como cirurgião.

MARANHÃO – Ontem, no IML-DF, com a presença da família, os restos mortais foram preparados para o traslado e o sepultamento. Amanhã à noite (30), representantes da CNV e familiares de Epaminondas partem de Brasília com destino à Imperatriz com o caixão com os restos mortais do militante desaparecido recém-identificado. De Imperatriz, o caixão será levado por via-terrestre até Porto Franco, cidade onde a vítima viveu a maior parte de sua vida.
No domingo, às 14h, na Loja Maçônica Tiradentes 18 (rua Teixeira de Freitas, 118, Centro, Porto Franco-MA), a CNV apresentará as informações do caso Epaminondas a outros familiares do militante, moradores e autoridades de Porto Franco. Do local do evento, às 17h, sairá o cortejo até o cemitério Jardim da Saudade onde Epaminondas será enterrado ao lado da esposa, Avelina da Rocha, no jazigo da família.
Comissão Nacional da Verdade
Assessoria de Comunicação
Mais informações à imprensa: Marcelo Oliveira
(61) 3313-7324 | comunicacao@cnv.presidencia.gov.br
veja o video. 

Nessa semana, a campanha do deputado estadual Léo Cunha (PSC) rumo à reeleição, foi bastante movimentada, sendo marcada principalmente pelas caminhadas nas ruas de Imperatriz, São João do Paraíso e Estreito. Por onde passa, o parlamentar vem sendo recebido com muita festa pela população.

Antes de iniciar a sua maratona de caminhadas, o Léo Cunha se reuniu na segunda-feira (25) com colaboradores do setor industrial de Imperatriz, apresentando-lhes seus projetos e propostas, e ainda ouvindo deles algumas reivindicações pelas quais irá lutar para que sejam atendidas.

Ainda na segunda-feira, após as reuniões, o candidato foi a São João do Paraíso, onde a população lhe recebeu com muito carinho e, junto com ele e com o prefeito Zé Aldo, percorreu em carreata pelas principais ruas da cidade e também participou da inauguração do seu comitê da campanha.
Léo Cunha ficou bastante satisfeito com a receptividade e agradeceu a todos pelas manifestações de apoio recebidas em Paraíso.

"Quero agradecer essa forma com que vocês me receberam hoje, isso me deixou muito emocionado e fez com que eu sentisse no meu coração uma grande alegria. Peço mais uma vez que sigamos juntos nessa luta rumo à reeleição. Agradeço a todos que participaram desse momento especial", disse.

Na terça-feira (26), o deputado realizou caminhada no bairro do Bacuri, em Imperatriz, indo de casa em casa saudar os moradores do bairro que lhe retribuíram com mensagens de apoio.

Também em Imperatriz, a comunidade do Bairro Vila Lobão recebeu Léo Cunha, na quarta-feira (27) ocasião em que ele caminhou pelas ruas do bairro, e mais uma vez fortaleceu seus compromissos em continuar buscando melhorias ao município.

Após o início do horário eleitoral nas emissoras de rádio e televisão, o candidato da coligação Todos Pelo Maranhão, Flávio Dino, abriu 35 pontos de diferença sobre o segundo colocado. Flávio possui 57,8% das intenções de voto, contra 23,1% do candidato da família Sarney, Edinho Lobão. Dos demais candidatos, Zé Luis Lago (PPL) pontuou 1%; Josivaldo (PCB) teve 0,9%; Pedrosa (PSOL), 0,4%; e Saulo Arcangeli (PSTU), 0,3%. Cerca de 10% pretendem votar em branco e nulo. Somente 6,4% dos eleitores estão indecisos.
A pesquisa Data-M ouviu 1.500 pessoas, entre os dias 21 a 24 de agosto. A pesquisa foi registrada no TRE sob a inscrição 037/2014. A margem de erro do questionário é de 3 pontos para mais ou menos.
Na pesquisa espontânea – quando o eleitor é perguntado em quem vai votar, mas não é apresentado a ele o nome dos candidatos –, Flávio Dino pontua 42%. No mesmo sistema, Edinho Lobão tem 15%. Quando perguntado sobre quem o eleitor acha que vai ganhar, 59% dos eleitores responde que será Flávio.
Já quando perguntado sobre em quem não votaria de forma alguma, 44% dos eleitores dizem rejeitar Edinho Lobão. Já 13% não votariam em Flávio Dino e 8% em Pedrosa.

Ao lado do vereador Albertinho da Saúde, deputado enfatiza instalação de hospital e revitalização da MA-006

Grajaú (MA) – A comunidade grajauense participou na manhã dessa sexta-feira (29) da grande caminhada do deputado Dr. Pádua, candidato à reeleição a uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão, que percorreu diversas ruas e avenidas da cidade conhecida como “capital do gesso”.
O deputado-candidato, ao lado do vereador Carlos Alberto Santana, o “Albertinho da Saúde”, assinalou o trabalho realizado nestes últimos três anos e meio em benefício da população de Grajaú e do Maranhão. “Quando fui presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa inspecionei e solicitamos agilidade para o pleno funcionamento do hospital de 50 leitos de Grajaú”, disse.
Segundo ele, “o novo hospital dinamizou o atendimento à população não apenas da cidade de Grajaú, mas de vários municípios da região centro-sul do Maranhão”. “Essa unidade de 50 leitos é considerada de referência em atendimento no estado”, assinala.
Dr. Pádua também salientou a importância e a contribuição para a implantação do polo industrial de Grajaú, considerado referência para diversos outros municípios do centro-sul. “Vários postos de trabalho foram gerados, além de dinamizar a economia do município de Grajaú”, frisa.
Além disso, o deputado assinalou que propôs ao governo estadual a restauração da MA-006, no trecho da BR-222 a Arame, perfazendo 90 km de extensão, bem como do perímetro de Arame a Grajaú, com 125 km de extensão. “Essas são algumas das nossas principais ações que beneficiam a nossa comunidade”, disse.
Por onde passava, o candidato republicano era aclamado por idosos, jovens e crianças dos bairros de Grajaú. “O nosso candidato é querido pela população grajauense que reconhece o trabalho prestado, principalmente nas áreas social e da saúde”, diz o vereador Albertinho da Saúde.

Montes Altos – Natural da cidade de Iguatu, no Estado do Ceará, o recém-empossado delegado Gil Gonçalves, de 31 anos, é o novo titular da Delegacia de Polícia Civil de Montes Altos – a 63 km de Imperatriz. Ele substitui o delegado Guilherme Monteiro Machado da Silva, vítima de acidente de trânsito ocorrido na semana passada na BR-222, próximo ao município de Bom Jesus das Selvas.
Em entrevista, o novo delegado assinalou que durante três anos exerceu a advocacia previdenciária,  prestou concurso público e assume atualmente o cargo após participar do curso de formação pela Academia de Polícia do Maranhão. “Estou ficando a pá da situação; acumulo o cargo de delegado também nas cidades de Ribamar Fiquene e Sítio Novo-MA”, disse.
Ele assinala que assumiu o comando da delegacia nestas últimas 48 horas, mas que pretende organizá-la para iniciar um trabalho extensivo com foco ao combate ao tráfico de drogas na cidade de Montes Altos. “Nós iremos dar uma resposta à sociedade, pois como agente da lei pretendemos elencar as prioridades”, disse.
O delegado Gil Gonçalves assegurou que pretende realizar um trabalho em parceria com os policiais militares lotados nos destacamentos de Montes Altos, Sítio Novo e Ribamar Fiquene. “A situação da delegacia está um pouco precária, porém começamos a organizá-la para oferecer uma estrutura melhor para todos que a visitam em Montes Altos”, garantiu.
Ele ressalta que é preciso revitalizar o prédio da Delegacia de Polícia de Montes Altos, inclusive restaurando o forro, aquisição de novos móveis (cadeiras, mesas, birôs e materiais de expedientes) para atender a demanda da sociedade, computadores, impressoras e a instalação do sinal da internet. “O objetivo é implantar os programas Infoseg e Sigo, de uso restrito do sistema de segurança pública do Maranhão”, concluiu. [Gil Carvalho, colaborador]


É mais grave do que aparenta o clima de tensão na campanha do candidato a governador Lobão Filho(PMDB). É o que se pode concluir de várias avaliações feitas nos últimos dias por lideranças do grupo Sarney. Há muitos que já não dissimulam mais e falam abertamente, como alguns ouvidos por este blog.
A questão principal é que candidato não deslanchou como pretendiam. Chegaram a marcar data para chegar a 30% e até a empatar nas intenções de votos com o líder nas pesquisas Flávio Dino. Até o chefe maior do grupo, José Sarney, entrou no coro das profecias não cumpridas ao anunciar há três semanas que em 15 dias o candidato Lobão Filho estaria empatado com Flávio Dino.
Em conversas cada vez mais frequentes a pauta principal tem sido como administrar a derrota “ganhando para o futuro”. E como ter um contra-peso elegendo Gastão Vieira senador. Nas duas pautas, muitos problemas. Sobre o futuro, há disputa entre os possíveis lideres do grupo para as disputas vindouras. Não foi à toa que a governadora Roseana Sarney avisou que não largará a política. E na segunda, a liderança de Roberto Rocha na corrida para o senado, que tem melhor pontuação que Gastão e maior potencial de votos, segundo avaliação de especialistas.
A menos que algum fato novo e muito forte apareça nos próximos cinco, seis dias, a eleição caminha para a estabilização de um quadro com amplo favoritismo de Flávio Dino. No PMDB, há quem ainda queira empurrar Lobão Filho para o tudo ou nada; e há aqueles, com mais juízo, que defendem para o candidato uma saída honrosa que o credencie como liderança em futuros embates.
Mais ou menos, é isso aí o que cardeais ligados ao próprio candidato Lobão Filho dizem a quatro paredes e de uns dias pra cá em rodas mais abertas.
Do Blog Jhon Cutrim