Escolher Menu

CONCURSOS

Últimas Notícias

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

MILHARES DE MULHERES EM BURITIRANA REALIZAM CAMINHADA EM APOIO À REELEIÇÃO DE VAGTONIO BRANDÃO 45







Davinópolis – O presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Antônio Pereira (DEM), participou nesta terça-feira (28) de mais um grande comício da coligação “Davinópolis não pode parar” realizado no bairro Santo Antônio.

Ele assumiu publicamente compromisso em viabilizar esforços no propósito de reabrir, em parceria com o Governo do Estado, o hospital de 20 leitos em Davinópolis. “O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, iniciou um trabalho para verificar como colocará para funcionar esses hospitais de 20 leitos”, disse.

Pereira, ladeado do prefeito e candidato à reeleição Ivanildo Paiva (PRB), considera de suma importância à reabertura do hospital que deverá cumprir fielmente o papel de prestar assistência médica à comunidade davinopolitana.

O deputado reconhece a competência e o trabalho desenvolvido pelo prefeito Ivanildo Paiva que conseguiu revitalizar os postos de saúde, inclusive construindo duas novas unidades básicas nos bairros União e Centro; pavimentação de mais de 17 ruas; abertura, piçarramento e recuperação de vias urbanas; construção de pontes de madeira e quadras poliesportivas.

“Nós precisamos neste domingo (02) dar uma votação esmagadora ao nosso prefeito Ivanildo Paiva para quando chegar a São Luís ou Brasília obter respaldo para viabilizar os recursos para Davinópolis”, conclamou ele, que rechaçou os boatos, baixarias e a suspeita da oposição em aliciar eleitores com a compra de votos.

O deputado federal Davi Alves Silva Júnior (PR-MA), que também reforçou nesta terça-feira (27) o comício de Ivanildo Paiva, disse que “o grande trabalho iniciado pelo prefeito necessita ser concluído neste segundo mandato que será concedido pelo povo de Davinópolis”.

Em recorda que o ex-prefeito Francisco Pereira Lima, o Chico do Rádio, deixou um rombo nos cofres públicos da Prefeitura de Davinópolis, fato que o prefeito Ivanildo Paiva passou praticamente um ano pagando débitos para colocar o município nos trilhos do desenvolvimento.

“Eles desviaram quase R$ 2 milhões e deverão utilizá-lo para compra de votos, pois recomendo que vocês peguem esse dinheiro que é do povo e seria utilizado para obras de construção de banheiro e saneamento básico em Davinópolis”, denunciou.



Em escala ascendente, o candidato Ribinha Cunha encaminha a reta final de sua campanha a Prefeito de Imperatriz concentrando as atividades com ações de massa. Depois de sair vitorioso de debates em duas emissoras de TV locais, Ribinha afirmou que o ritmo intenso das atividades será mantido.

“Não sou político, sou empresário, e quero empenhar toda a minha experiência em gestão para cuidar de nossa cidade e das pessoas, que com seu trabalho, fazem dela referência em tantos setores. Para isso, precisamos preparar a cidade do futuro. Estruturar e fazer a Imperatriz moderna. Desde o inicio da campanha foram centenas de reuniões em empresas, visitas a trabalhadores autônomos, bate papo com estudantes e reuniões com a comunidade, e por onde passamos a receptividade das pessoas foi a marca de nossos encontros”, ressaltou ao afirmar que o maior apoio de sua campanha é o da comunidade: 

“Nesse período tivemos muito aprendizado com as pessoas que encontramos. E a cada rua, bairro, empresa visitados, estamos unindo forças e nossa onda verde tem aumentado na defesa do futuro de Imperatriz. Estaremos junto aos nossos amigos nessa caminhada que já é vitoriosa porque temos o apoio do povo de Imperatriz”.

Agenda – Ribinha anunciou que sua campanha será encerrada com uma grande carreata. “Vamos aproveitar cada minuto até o dia das eleições para apresentar nossa proposta a todos os eleitores que assim como nós querem o melhor para nossa cidade. Ontem visitamos os amigos da Avenida Industrial, hoje vamos continuar nossas visitas e no sábado vamos sair da Praça da Cultura em caravana e colorir todas as ruas de Imperatriz com a onda verde da esperança de uma ponta à outra da cidade”. (Da Assessoria)







IMPERATRIZ – O último debate realizado em TV aberta aconteceu na noite desta terça-feira (28), na Difusora Sul, e foi marcado por muitos ataques e um clima amistoso por parte de alguns candidatos. As ofensas, em sua maioria, foram direcionadas à candidata a prefeita Rosângela que manteve a calma e dominou o debate com a apresentação do seu plano de governo.

O momento foi mediado pelo jornalista da TV Justiça Cícero Adriano e divido em cinco blocos. Já no segundo bloco Ribinha Cunha falou de arrocho por parte do governo do Estado e perguntou à Rosângela como seria a conversa com a classe empresarial quando prefeita.

“Claro que como prefeita temos que conversar com a classe empresarial e olhar para os que aqui estão. Temos que buscar as medidas necessárias para garantir que o pequeno e o grande empresário venham a ter seus direitos garantidos” manifestou Rosângela.

No terceiro bloco, o candidato Assis Ramos questionou Rosângela sobre saúde, falou de processos contra candidata em sua gestão como secretária de saúde de Imperatriz e como ela combateria a corrupção. Rosângela foi direita ao responder.

“Engraçado o senhor questionar minha gestão quando o senhor como delegado não elucidou 20% dos casos. Não estou dizendo que não vamos combater a corrupção, estou dizendo que temos que ter saúde, temos que ter remédio no posto de saúde, para quando seu José, a dona Maria, que são quem precisa das ações do poder público possam ser atendidos. Pessoas essas que esperam anos numa fila por cirurgia, por consulta” dispara.



O debate terminou com uma avalição positiva dos presentes. Dos 6 que concorrem à prefeitura, apenas Ildon Marques não compareceu e, segundo a emissora, não justificou.




Assis Ramos participou do debate promovido pela TV Difusora Sul, que aconteceu na noite desta terça-feira (27). Mediado pelo jornalista maranhense Cícero Adriano da TV Justiça, a ocasião foi propícia para que o candidato da coligação “Juntos com Imperatriz” reafirmasse o seu compromisso com o eleitorado imperatrizense. Compareceram ainda os candidatos Edmilson Sanches (PPL), Rosângela Curado (PDT), Ribinha Cunha (PSC) e Sandro Ricardo (PCB). Vale ressaltar a ausência do ex-prefeito Ildon Marques (PSB) na programação, tendo em vista que o mesmo havia confirmado presença. 

Com a duração de 2h, o debate iniciou pelo sorteio de temas definidos. Quando questionado pela candidata Rosângela Curado sobre o tópico esporte, o peemedebista assinalou: “É necessário que façamos políticas públicas para a valorização dos esportistas locais.” O candidato acrescentou ainda que é esportista e conhecedor da realidade sobre a falta de incentivos na área, citando o projeto “bolsa-atleta”, ação presente em seu plano de governo. 

No decorrer do programa, outros temas foram destaque na discussão. Saúde, Urbanismo, Violência no Trânsito, Transporte Público e Infraestrutura foram os aspectos da gestão pública ponderados com desenvoltura pelo Delegado Assis. Sobre a problemática da saúde no município, Assis Ramos reflete “Nós não podemos pensar em um Socorrão 2, se nem o 1 nós temos. Nós temos que melhorar o Socorrão, modernizar e ampliar os postos de saúde e valorizar os servidores da saúde.” E com firmeza se direciona à candidata do PDT “A Senhora parece que se incomoda quando se fala em combate à corrupção. É necessário que o dinheiro da saúde seja usado na saúde.”, afirma. 

Transmitindo segurança e conhecimento, o Delegado Assis Ramos se manteve confiante até o fim do debate, contrapondo com habilidade os questionamentos e apontado as inverdades declaradas pelos seus concorrentes. Ao discorrer sobre suas propostas para a infraestrutura de Imperatriz, respondeu ao candidato Ribinha Cunha: “Eu acredito que o Senhor não olhou muito o seu plano de governo. Você disse que faria 300 km de asfalto, quando o governo atual fez pouco mais de 200 km.”



Considerações Finais - Ao final do último bloco, o Delegado Assis Ramos mencionou o caso da prisão do Major Janilson Lindoso, fato que tem comovido a população imperatrizense desde a noite de segunda-feira (26). “Eu me solidarizo à família do Major Janilson.” E explicou rapidamente para o telespectador que também foi vítima de injustiças a exemplo deste acontecimento. Para encerrar a sua participação no debate arrematou: “Peço uma oportunidade para zelar por esta cidade. De promessas a população já está farta, é necessário resultados.”


Investimentos de mais de R$ 20 milhões em equipamentos para reestruturação da segurança pública tem auxiliado no combate à criminalidade em todo o estado. São viaturas, motocicletas e armamentos, que vem sendo adquiridos pelo Governo do Maranhão desde o ano passado, para incremento da atuação das polícias Civil e Militar na Região Metropolitana de São Luís e no interior do estado.

Só na aquisição de viaturas, motocicletas, guinchos e rabecões, foram aplicados mais de R$ 11 milhões. As viaturas e motos possibilitam o patrulhamento preventivo, as operações estratégicas e diminuem o tempo de resposta no atendimento a ocorrências policias. Já os novos guinchos e rabecões são utilizados em ações de apreensão de veículos e perícias criminais, auxiliando na qualificação das investigações.

As viaturas dispõem de alta tecnologia, com sistema de transmissão, rastreamento e armazenamento de imagens, sendo equipadas, ainda, com tablets para monitoramento das operações em tempo real. GPS, câmeras internas e externas e um moderno sistema de radiocomunicação compõem, ainda, o aparato tecnológico dos veículos.

Modernização da comunicação

Só para o implemento do sistema de radiocomunicação, foram investidos R$ 8 milhões, permitindo a interligação das ações entre as polícias Civil e Militar. Sendo um sistema digital criptografado, a comunicação ocorre de forma mais eficaz, impedindo a interceptação das ligações por facções criminosas.

“As viaturas novas garantem a substituição da comunicação feita via celular, por comunicação via rádio. Nós sabemos da problemática eventual com sinais de operadoras e isso atrapalhava na comunicação. Com os rádios, essa comunicação é instantânea, resolvendo problemas sérios na intervenção policial e impedindo a consumação de crimes”, explicou o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.


Entregas de equipamentos

Os modernos veículos estão sendo entregues às forças policias desde o ano passado, com o intuito de incrementar a segurança pública e impulsionar uma queda nos índices de violência, principalmente dos CVLIs – Crimes Violentos Letais Intencionais, como homicídios, lesão corporal seguida de morte e os latrocínios (roubo seguido de morte).

A entrega mais recente de veículos foi realizada no último dia 21, totalizando 345 novas viaturas adquiridas desde 2015 pelo governo estadual, para reforço do policiamento no Maranhão. Investimentos que já geram resultados, com redução de 17,3% no índice de CVLIs só no primeiro semestre, em comparação ao mesmo período de 2014.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Pereira, enfatizou que as viaturas têm um papel essencial na logística do combate ao crime. “Mais viaturas que irão se somar as muitas que já foram entregues assim como os recursos humanos e equipamentos de modo geral, para que nós possamos cada vez mais implementar as nossas estratégias e com isso alcançar melhores índices”, ressaltou.

Armamentos

O Governo do Estado autorizou o empenho de R$ 1 milhão para a compra de fuzis e carabinas, armamento a ser utilizado, principalmente, no combate a quadrilhas que promovem assaltos bancários, sobretudo no interior. Grupamentos táticos da Polícia Militar também estão sendo treinados, para atuação qualificada e formação de postos de segurança no interior do estado.

“Este foi o ano das capacitações na segurança, para que a gente possa combater a criminalidade de forma qualificada e ostensiva em todo o estado”, disse o comandante do Policiamento Especilizado (CPE), tenente coronel Antônio Carlos Sodré.