.

.

Professor que enviava videos e fotos pornograficos pelo Whatsapp para aluna de 14 anos é autuado por pedofilia

O professor José Erivan Moura Sousa, foi autuado em flagrante por pedofilia, Artigo 241 A e D, Estatu do da Criança e Adolescente (ECA) Lei 8069/90, o flagrante foi feito pelo Delegado de Plantão, Jackson Farias de Jesus, na noite de segunda feira(16) Outubro de 2017, na manhã de terça feira (17) o professor foi levado para Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz(UPRI 2).


O professor José Erivan que reside no município de Davinópolis, foi preso acusado de pedofilia, prisão feita por policiais militares comandado pelo Sargento Alves e Cabo De Jesus, na Avenida Davi Alves Silva, por volta das 23hrs, a Guarnição tinha sido informada por Conselheiros sobre uma denuncia de aliciamento de garota de 14 anos de idade, a adolescente e os pais estavam no Conselho Tutelar.

Foram constatados fotos, vídeos e conversas de Whatsapp no celular da adolescente, enviadas pelo Professor, o pai se passando pela filha, marcou um encontro com o Professor, os policiais fizeram campana até a chegada do acusado ao local combinado.

Quando o professor chegou os PMs abordaram o mesmo dando voz de prisão, foi apreendido o celular do mesmo, na residência do mesmo foi apreendida uma CPU VCS Info. MEC/SEED Pregão: FNDE 71/2010, tanto celular e a CPU e o acusados foram apresentados no Plantão Central da 10 Delegacia Regional de Segurança, tanto celular e a CPU serão periciados e os laudos encaminhados para Justiça. 

De acordo com Lei 8069/90 a pena do Artigo 241 Á, reclusão, de 3 (três) a 6 (seis) anos, e multa. (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008) já Artigo 241 D, pena é reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa. (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008)