.

.

Sargento do 3º Batalhão é autuado em flagrante por homicídio em Bar de Reggue



O sargento do 3º Batalhão da Policia Militar, Cândido Neto Vieira, foi preso pela policia Militar na madrugada de segunda feira, e autuado em flagrante pelo crime de homicídio consumado por motivo fútil, e tentativa de homicídio qualificado, fato ocorrido por volta das 23h 40 de domingo(15) a autuação foi feita pelo Delegado Praxisteles Martins, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoal(DHPP) o flagrante foi feito na manhã de segunda feira.

O sargento Neto, como é conhecido trabalhava na Barreira Policia de Alfa 1 (Bananal) de acordo com testemunhas ele teria ficado irritado com o proprietário do Bar, por causa da venda de cerveja, informações na saída do falou que iria fechar o Bar, testemunha informação que ele foi visto varias vezes passando em frente ao Bar dentro de um veiculo , na terceira vez teria para o carro e efetuado cerca de dez disparos em direção ao Bar, tiros acertaram a parede, portão e um tiro acertou a cabeça de Tarcísio Mota Miranda, 30 anos.


Uma mulher chegou a ser alvejada com dois tiros de raspão, um no braço e testa, Tarcísio não resistiu e morreu no local, a mulher foi levada para UPA e depois liberada, segundo o Delegado Regional Eduardo Galvão, em seu depoimento o sargento teria dito que os tiros teria sido disparados por um policial do Pará, que estava no veiculo do lado do passageiro, fato desmentido pela testemunhas, no momento da prisão foram encontrados dentro do veiculo, capsulas calibre 380 deflagradas.

O sargento encontra preso em uma cela especial no 3º Batalhão de Policia Militar, onde ficará aguardando a decisão da Justiça. a vitima residia em Imperatriz e poucos meses e trabalhava em uma empresa que presta serviço para Suzano, a casa fica o mesmo quarteirão do Bar, o corpo será transladado para São Luis, onde moram seus familiares, ele era casado e a mulher esta gravida de oito meses.