Socorrão passa por vistoria após medidas emergenciais

Instalações e espaços do Socorrão passam por vistorias estaduais (Foto: Patrícia Araújo)

A pedido da Prefeitura, Vigilância Sanitária e Rede de Urgência e Emergência do Estado realizaram visita ao Hospital Municipal de Imperatriz - Socorrão. A vistoria, na manhã desta terça feira, 9, foi feita para emissão de relatório técnico que ateste as reais condições do pronto socorro, após implantação de medidas emergenciais com base nas recomendações feitas pelo Ministério da Saúde no final de 2016.

Segundo a coordenadora de Planejamento e Projetos Especiais da Secretaria Municipal de Saúde, Isabel Macedo, é preciso comprovar a nova realidade do HMI sob a ótica do Município e também do Estado - entes federativos da base tripartite que mantém a saúde pública.

“Com esse subsídio da esfera estadual mostraremos as reais condições do hospital, analisando a possibilidade de redimensionamento de sua estrutura para que acomodação dos leitos de retaguarda clínica – motivo do bloqueio de recurso no valor de R$ 7 milhões de reais por está cadastro no sistema em 2013, sendo que não existiam” - explicou. “Não podemos ser penalizados por uma falha cometida há quatro anos, por isso estamos procurando resolutividades” – ressaltou a assessora.

O esforço da Prefeitura é recuperar a verba mostrando a capacidade de trabalho do hospital e da gestão. “Estamos fazendo o que está ao nosso alcance. Adaptações e implementação de melhorias foram realizadas ao longo de 2017 e, agora, vamos contar com a análise do Estado para comprovar junto ao Ministério o que já foi feito” - informou o secretário de Saúde, Alair Firmiano.

O chefe do Departamento de Urgência e Emergência da Secretaria Estadual de Saúde e coordenador Estadual do Grupo de Atenção à Rede Urgência, Marcus Carvalho, pontuou que é preciso uma análise setorial detalhada para emitir um parecer, mas adiantou que em 2016, quando esteve no hospital, a situação era bem complicada, e que boa parte dos apontamentos feitos já foram resolvidos. “Antes, tinham várias ambulâncias na porta e estrutura deteriorada, já percebemos melhorias de cara, como por exemplo, a recepção mais limpa, novas pinturas e corredores sem amontoados de macas e cadeiras de rodas” – afirmou.

Na manhã desta quarta, 10, os técnicos farão vistoria nas instalações do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência – SAMU, que passa por reforma e readequação de espaço conforme recomendado pelo MS, também em 2016.