GROTA DA INFRAERO Limpeza e desobstrução de riacho evita alagamentos na Vilinha e Parque Alvorada I

Á Secretaria Municipal de Infraestrutura, Sinfra, realiza desde ontem, 22, os serviços de limpeza, desobstrução e roço da “grota da Infraero” na Vilinha e Parque Alvorada I. A ação é desenvolvida em parceria com a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil a a Secretaria de Planejamento Urbano, Seplu.

Francisco Pinheiro, secretário de Infraestrutura, explicou que o trabalho consiste ainda na retirada de entulhos, sacos plásticos, garrafas pets, pneus e a abertura de muro que impedia o fluxo normal da água da “grota da Infraero”. “Temos conhecimento da situação que prevê sólidos investimentos em obras de drenagem profunda para solucionar o problema”, disse.
Segundo ele, a determinação do prefeito Assis Ramos é que “medidas sejam adotadas para amenizar os pontos de alagamentos que prejudicavam moradores que residem nas proximidades da grota”.


O superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão, afirma que proprietários de imóveis construídos no leito do riacho e que prejudicavam o curso normal da água foram notificados, ainda em dezembro do ano passado, para que atendessem recomendações expedidas pelo órgão. O objetivo era evitar alagamentos durante esse intenso período de chuvas em Imperatriz.
“Nós alertamos que muros teriam que ser removidos para liberar o escoamento da água, ação que está sendo feita pelos homens da Sinfra, melhorando consideravelmente a via”, disse ele.


O pedreiro Jurandir Vieira diz que depois da execução dos serviços de limpeza e desobstrução da grota, o fluxo da água segue normalmente, sem alagamentos e transtornos à população do Parque Alvorada I. “Estou gostando do trabalho, pois melhorou muito, evitando novos alagamentos que chegavam perto das residências”, disse.

O pastor Mazinho Leal, que reside há dois anos na Rua Bacabal, disse que “nunca viu um intenso trabalho de limpeza e desobstrução da ‘grota da Infraero’ que passa pelos bairros da Vilinha e do Parque Alvorada I”. “Essa ação de limpeza permitiu dar fluidez ao riacho, pois estávamos correndo o risco de ficar com nossas casas totalmente alagadas neste inverno”, finalizou.