INFRAESTRUTURA Drenagem profunda no Parque Alvorada I passa por vistoria



Prefeito diz que obra deve solucionar alagamentos e conservar malha viária de ruas e avenidas

O prefeito Assis Ramos, acompanhado do secretário de Infraestrutura, Francisco Pinheiro, vistoriou na manhã desta sexta-feira, 17, início da drenagem profunda no Parque Alvorada I. Serão 1.265 metros de galeria, que passarão pela Avenida Estocolmo, ruas Mário Bambila, Campinas e Sete, entre ruas Eliane Costa e do Arame. Obra é executada com recurso do Tesouro Municipal. 

Assis observa que “a ausência de drenagem profunda nas vias é um dos maiores problemas de infraestrutura em Imperatriz, situação que danifica o pavimento asfáltico, causa alagamentos nas residências e provoca doenças”. Ele destaca que “sem drenagem, o asfalto não tem durabilidade, se gasta dinheiro com tapa-buracos e recuperação de ruas dos bairros”. O prefeito explica que o objetivo das drenagens é amenizar esses problemas verificados durante o período de chuvas, melhorando a qualidade de vida da população.


O secretário Francisco Pinheiro enfatiza que “a construção de drenagens profunda um marco na gestão do prefeito Assis Ramos, que busca solucionar problemas históricos, principalmente dos moradores dos bairros que clamam há décadas por benefícios do poder público”. “Gradualmente, a prefeitura está solucionando esses pontos de alagamentos, com a construção de grandes ramais de drenagem e, posteriormente, interligá-los com outras ruas do Parque Alvorada I”, detalhou.

O prefeito também enfatizou a construção da drenagem profunda da Rua Mário Juruna, na Vila Redenção II, passando pelas ruas Imperatriz e Tapajós, chegando na Rua São João, que recebe pavimentação com bloquetes. “Esse é outro problema crônico, moradores sofrem com alagamentos há décadas, mas estamos tentando amenizar essa situação com a construção dessa drenagem profunda de quase mil metros”, concluiu.