Quadrilha que roubou caminhão do Correios é presa pela PC, PM e Policia Federal


Uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Açailândia, Polícia Federal e Polícia Militar resultou na prisão de 09 nove pessoas suspeitas de integrar quadrilha acusada de assaltar um caminhão dos Correios.  

Na manhã de sábado(22) foi finalizada a OPERAÇÃO RASTREIO 2, após mais de 12 hrs de diligências ininterruptas por parte das Policias Civil e Militar de Açailândia e Policia Federal de Imperatriz. Após um assalto ao caminhão dos Correios ocorrido por volta das 16 hrs de sexta-feira 21/setembro/2018, na localidade conhecida como povoado reta (BR-222), uma força tarefa formada pelas instituições policiais passaram a fazer diligencias no sentido de identificar o local em que ocorreu o transbordo da carga, na zona rural de Açailândia. 

A partir daí, após informações prestadas pelo motorista do caminhão, diligencias realizadas nos assentamos próximos do local culminaram na prisão de; Ernani Nascimento dos Santos e Claudean Cruz da Silva, coautores do roubo, bem com identificar ao do local onde parte da carga estava escondida, na residência de Ana Célia do Nascimento Dias, no Assentamento 60.

Com as prisões foram confirmadas as suspeitas sobre um grupo especializado em tal prática que atuava nesta cidade de Açailândia, os quais foram presos nas primeiras horas da manhã de hoje. Primeiramente, foram presos no Bairro Residencial Tropical Jonas da Silva Sousa, vulgo Canetão, Vanderson Azevedo de Oliveira, Alonso Rodrigues da Silva e Geani Santos Silva.

No local, foi encontrada a segunda parte da carga e apreendidos coletes balísticos e rádios de comunicação. Posteriormente, numa residência da Vila Ildemar, foram presos Carlos Antonio Passos da Silva, apontado como líder do grupo, e Phelipe Augusto Cruz. Os envolvidos foram reconhecidos pela vítima e autuados por roubo majorado pelo concurso de pessoas e uso de arma de fogo e associação criminosa.

Todos já eram investigados ou processados pela prática de outros crimes como, roubo a instituições financeiras, roubo a carga, tráfico, receptação e adulteração de veículos automotores.