AÇÃO CONJUNTA Retirada de palafitas desobstrui trecho do riacho Bacuri


Segundo a Defesa Civil, demolição de casas será concluída até o final da semana


A Prefeitura de Imperatriz, através das secretarias municipais de Planejamento Urbano, Seplu; Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh; e as superintendências de Limpeza Pública, SLP; e Defesa Civil, Supdec; deu início na última terça-feira, 27, à demolição de duas casas de madeira, tipo palafita, construídas irregularmente sobre o riacho Bacuri, Avenida Ceará, entre ruas Beta e Bandeirantes, Bairro Bacuri.

Em três dias as equipes concluíram a remoção da estrutura superior das casas e, segundo o superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão, o trabalho deve ser finalizado até o final de semana.

“Acreditamos que até sábado todo o trabalho de demolição será concluído. Estamos tendo um pouco de dificuldade por que em cima da parte de tablado foi construída uma estrutura de concreto com cerca de quinze centímetros de espessura”, explica.

As casas foram erguidas há quase 40 anos em Área de Preservação Permanente, APP. De acordo com a Lei 12.651/2012, APP é uma área protegida, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar da população.

Após a remoção da estrutura, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, vai desenvolver um projeto de revitalização na extensão do riacho com plantio de árvores nativas.