Imperafolia: Organização divulga nota de repúdio contra Prefeitura


Em nota, a organização informou que repudia a atitude da prefeitura de Imperatriz porque divulgaram informações tendenciosas e maldosas para prejudicar o evento 

FONTE Jornal Correio 

Na tarde desta terça-feira (29) a organização do evento ImperaFolia 2019, carnaval fora de época, repudiou a atitude da Prefeitura Municipal de Imperatriz que por meio das redes sociais divulgou uma nota cancelando o evento. Segundo o comunicado da Imperial Promoções, as informações da Prefeitura eram totalmente “inverídicas, tendenciosas e maldosas com o intuito claro de prejudicar o evento”.  
Por meio da nota, a organização contextualizou o motivo da festa e afirmou que este tipo de evento ocorre em todo o país em vias públicas. “Devendo-se levar em consideração, a segurança e a mobilidade do cidadão”. Segundo a organização, é de total interesse da ‘Imperial Promoções’ que a realização de seus eventos esteja totalmente de acordo com as normas brasileiras.  
Para eles é de fundamental importância que tenha segurança e que todas as ações de prevenção de acidentes e incidentes sejam planejadas e executadas “pois o nosso principal objetivo é a segurança total dos cidadãos”, complementou a nota que refutou o argumento da prefeitura que “por se tratar de um evento particular, deveria ser realizado em área privada”.  
Em entrevista, Rodrigo Brasmar explicou que assim que o governo do estado divulgou parecer favorável ao evento, o deputado Rildo Amaral ligou para o prefeito Assis Ramos. “O mesmo disse que iria ser também parceiro do evento. Isso ocorreu na Câmara dos Vereadores”, relata Rodrigo que estava no momento da ligação.  
Brasmar esclarece que após outras reuniões, ainda neste mês de janeiro, ficou acordado que existia uma parceria entre os dois órgãos. “O material de divulgação estava sendo encomendado com a logomarca dos dois órgãos. Se isso não tivesse acontecido, jamais o Imperial Promoções realizaria um evento sem o apoio dessas duas instituições”.  
Segundo Brasmar, o apoio dos dois órgãos era necessário porque ele e a equipe dependia das licenças das duas instituições maior: prefeitura e governo estadual. Por fim, Brasmar ressaltou que o evento permanece e que não será cancelado, o local ainda será definido.

Por Daniela Souza