Dois homicídios e duas tentativas no final de semana na região


No final de semana em Imperatriz e cidades próximas foram registrados dois homicídios e duas tentativas. A primeira morte foi por arma branca, por volta das 3h da madrugada de domingo (21), na cidade de Governador Edison Lobão. A vítima chegou a ser socorrida pela Polícia Militar, mas não resistiu. 

A outra morte foi por dois disparos de arma de fogo e aconteceu no domingo na cidade de João Lisboa. A vítima ainda chegou a ser socorrida até o Hospital de João Lisboa, mas morreu meia hora depois.
Jairon da Luz Silva. Foto: Reprodução
A vítima de Governador Edison Lobão foi Jairon da Luz Silva, 18 anos. A guarnição da cidade fez a prisão dos dois acusados do homicídio. Icaro de Jesus Conceição, 25 anos, e Rafael Carmo de Jesus, 24 anos, os dois foram apresentados no Plantão Central. De acordo com a polícia, os acusados e a vítima estavam em uma festa e teriam se desentendido.
Rogério da Silva. Foto: Reprodução/Rede Social


Quanto ao homicídio de João Lisboa, a vítima foi Rogério da Silva Santos, 22 anos. Ele foi alvejado com dois disparos nas costas no bairro Cidade Nova. Rogério era conhecido como caça rato, tinha várias passagens pela polícia pelo crime de roubo e tinha saído da prisão há duas semanas. Informações que a vítima estava na porta de casa quando dois elementos chegaram de moto. Rogério, quando viu os assassinos, ainda correu, mas os tiros acertaram nas costas.

Tentativas de homícidio
Matheus Lima. Foto: Reprodução

As duas tentativas de homicídio aconteceram na noite de sábado. A primeira vítima foi Matheus Lima, ele foi alvejado com dois disparos de arma de fogo por volta das 20h na Praça da Bíblia. Os tiros acertaram no pescoço. 

A segunda vítima foi Gean Moraes de Sousa, vítima de um disparo no queixo. A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 22h na Praça Davi Alves Silva, município de Davinópolis. As duas vítimas estão internadas, mas não correm risco de morte.
Gean Moraes de Sousa. Foto: Reprodução
Nenhum dos autores dos disparos foram presos. Mateus Lima tem passagem pela polícia, uma das prisões foi por porte ilegal de uma pistola 9mm. Ele é investigado por participação em um homicídio ocorrido no Residencial Sebastião Régis, Imperatriz. Os projéteis encontrados no corpo da vítima do Sebastião Régis teriam saído da pistola 9mm apreendida com Mateus.