Polícia conclui inquérito da morte de dois jovens assassinados em festa


O policial militar Bruno Leonardo Alencar é o principal suspeito dos crimes.

IMPERATRIZ – A Polícia Civil conclui o inquérito da morte de dois jovens assassinados no mês passado, durante uma confusão numa festa, numa chácara de eventos, em Imperatriz. O principal suspeito do crime é um policial militar, identificado como *Bruno Leonardo Alencar,* que ficou preso administrativamente, durantes três dias na sede do comando do 3º Batalhão da Polícia Militar, e foi libertado.

Os disparos feitos pelo PM resultaram na morte de Luciano dos Santos Lopes, 23 anos, e Lucas Gustavo Camelo Chaves, 21 anos.  Os crimes aconteceram no dia 26 de outubro, durante uma festa de som automotivo numa chácara, que liga a BR-010 e Estrada do Arroz.

Pelo menos 12 testemunhas foram ouvidas durante as investigações, sendo que cinco delas reconheceram o policial como autor dos disparos. De acordo com a Polícia Civil, o inquérito já foi concluído e enviado à Justiça. “Agora segue para a análise da juíza do setor de inquérito e distribuição para umas das varas criminais”, ressalta o delegado titular da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Praxísteles Martins.

Além dos jovens assassinados, outras duas pessoas foram baleadas durante a confusão provocada por causa de uma regulagem de som. Bruno Leonardo foi indiciado por duplo homicídio qualificado e tentativas de homicídio. Um novo pedido de prisão preventiva em seu desfavor já foi feito, de acordo com o delegado Praxísteles Martins.

Fonte Imirante.