POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDADO DE PRISÃO PREVENTIVA E PRENDE TRAFICANTE EM FLAGRANTE, NA CIDADE DE JOÃO LISBOA


A polícia Civil do Maranhão, por meio da DENARC/ITZ (Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz), unidade vinculada à SENARC/MA, por volta das 12h30 do dia 07/02/2020, deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem e o prendeu em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, na cidade de João Lisboa.

O mandado de prisão foi emitido pela Central de Inquéritos e Custódia da Comarca de Imperatriz, no início do ano passado (2019), em atendimento a um pedido da autoridade policial da DENARC, em razão do cometimento dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Após ser indiciado em inquérito que apurava os crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, o homem se evadiu da cidade de Imperatriz, no início de 2019.

No mês passado, investigadores da DENARC descobriram que o homem estava residindo na cidade de João Lisboa, onde utilizava um nome falso e continuava praticando a comercialização de drogas ilícitas, razão pela qual a autoridade policial representou pela busca e apreensão na residência, sendo deferido o mandado pela excelentíssima juíza da Comarca de João Lisboa.

No dia de hoje (07/02/2020), por volta das 12h30, policiais civis da DENARC localizaram o foragido em um restaurante, na cidade de João Lisboa, onde ele foi abordado e se identificou com um nome falso, alegando que não morava na cidade.

Os policiais o levaram até a casa apontada pelas investigações como sendo sua residência e com um molho de chaves encontrado no bolso do indiciado abriram as portas e entraram na casa, onde deram cumprimento ao mandado de busca e apreensão.

Foram encontrados na residência: 330g de crack (trezentos e trinta gramas de crack), 75g de um pó branco semelhante à cocaína, dois revólveres calibre .38, 14 munições do mesmo calibre, duas balanças de precisão e a quantia de R$ 413 (quatrocentos e treze reais).

O preso foi conduzido à Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz, onde foi dado cumprimento ao seu mandado de prisão preventiva exarado pela Central de Inquéritos e Custódia da Comarca de Imperatriz.

Além disso, o indiciado foi autuado em flagrante delito, em razão do cometimento dos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e falsa identidade.

Após os procedimentos de praxe, o preso foi encaminhado ao sistema penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.