.

.

Semus debate estratégias para monitorar aumento de sintomas gripais em Imperatriz

 Blog Notícia da Foto 21/12/2021


Virose nessa época do ano é comum na cidade, mas equipes da saúde acompanham casos


O número de atendimentos a pessoas com sintomas gripais aumentou em Imperatriz. Embora sejam comum viroses nessa época do ano, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Imperatriz já está em alerta, monitorando os casos e debatendo estratégias de trabalho junto a outros órgãos, visto que circula no Brasil uma nova variante da Influenza, a H3N2.

"Imperatriz é uma cidade polo de toda região, seja para o comércio, a saúde, a educação e outros setores. Ou seja, circulam muitas pessoas de fora aqui. Além disso, estamos numa época do ano que as pessoas vêm visitar os familiares e passar as festividades juntos. Assim temos visto que a variante já circula em outros estados, já estamos nos precavendo, caso haja necessidade de um enfrentamento mais massivo à nova influenza", explicou o secretário de Saúde, Alcemir Costa.

As queixas mais comuns na rede municipal têm sido sintomas de febre, dor de cabeça, dores no corpo e mal-estar. "Os nossos hospitais assim como a UPA São José tem recebido um grande volume de pessoas para atendimentos a esses sintomas. Já estamos fortalecendo os nossos serviços para atender a população", ressaltou o secretário.

Em Imperatriz, até o momento, não há caso de H3N2 confirmado. "Estamos monitorando três casos, mas sem confirmação, que isso fique claro para a nossa população. Aproveito aqui para reforçar o pedido a quem não vacinou contra a influenza, procurar um dos nossos pontos e se imunizar. É importante para manter a prevenção a outras variantes, a exemplo da H1N1", pontua Alcemir.

Outro fator também é fundamental no combate à propagação do vírus, segundo alertam especialistas, como o reforço dos cuidados pessoais, higienização das mãos, distanciamento e utilização máscara,  embora não seja obrigatória.