.

.

Sucesso absoluto, São João de Estreito marca resgate das festividades juninas no município


ESTREITO - Uma festa que ficará na história da cidade de Estreito, escrita em uma página que estava esquecida. O São João realizado entre 29 de junho a 02 de julho, não foram apenas quatro dias de festa, o evento marcou o resgate da cultura que foi ignorada por anos, um costume regional que muitas gerações só tinham ouvido falar.


O resgate dessa importante cultura pela gestão Léo Cunha não começou agora, as datas festivas importantes e tradicionais tem recebido atenção especial. A exemplo disso, basta lembrar da banda marcial que estava esquecida, sequer havia o tradicional desfile de 07 de setembro ou cavalgadas. Por muitos anos isso foi simplesmente tratado como despesa, ao invés de ser interpretado como uma tradição. Léo cunha adquiriu instrumentos novos e fez questão de realizar o desfile de 07 de setembro, que deve ocorrer todos os anos. 



Segundo o Prefeito, não se trata de opção mas de valorização a cultura de datas importantes que merecem destaque.


"Quando assumi a Prefeitura de Estreito, fiquei sem acreditar que as festas tradicionais como São João, Independência, Cavalgadas e outras, não eram realizadas, estavam simplesmente esquecidas, enquanto outras que não tinham relevância ganhavam destaque. Nós realizamos o festival do Piqui, transformando a festa em um evento oficial do calendário do município de Estreito. Nosso São João foi a maior prova que o povo quer o resgate dessa cultura e nós iremos realizar, as datas que são tradicionais receberão nosso carinho e atenção especial". 



Durante os quatro dias de festa, as quadrilhas da cidade de Estreito se apresentaram em uma competição intensa e muito organizada. 


A Secretária Municipal de Educação e Cultura incentivou as escolas a participarem do evento, em clima  competição as apresentações foram de alto nível, envolvendo as escolas do município em uma disputa pelos R$ 6.000,00 em prêmios, divididos para os três primeiros colocados.


O resultado da disputa saiu neste sábado e ficou assim:


João Castelo R$ 3.000

Virgílio Franco R$ 2.000

Luís de Oliveira R$ 1.000


Na verdade trata-se de um incentivo para que eles continuem participando desta cultura tradicional que são as quadrilhas em época de São João.


A Primeira-Dama e Secretária de Assistência Social, Amanda Cunha, que também participou da organização e realização da festa, ficou satisfeita com o resultado obtido durante os quatro dias.


"Ficamos muito felizes em receber elogios pela realização de uma festa que buscamos fazer o melhor, conseguimos resgatar algo que estava apagado, esquecido no cotidiano das pessoas. Proporcionamos alegria com muita positividade, além disso, reunimos escolas na disputa de quadrilhas e integramos pessoas de todas as idades em um mesmo evento”.


A festa recebeu milhares de pessoas na Avenida Santos Dumont em Estreito, muita gente que participou ficou surpresa com a estrutura montada para receber as quadrilhas e shows. Os artistas contratados para as apresentações no palco que ocorreram os shows, também foi um grande diferencial, a gestão valorizou os artistas locais, ao invés de contratar apenas artistas de fora, todos realizaram apresentações dignas de reconhecimento.


Segundo Luan Campos, Secretário de Planejamento Estratégico de Estreito, ano que vem a festa será ainda mais bonita.


"Vamos preparar algo maior e ainda mais bonito, aprendemos com cada evento e deste aprendizado melhoramos sempre. Os eventos que são tradicionais nós iremos resgatar, a exemplo disso temos a praia neste mês, o desfile de independência, as cavalgadas que também começam em breve, isso é valorização da cultura e tradição, portanto o povo deve ter acesso a estes ventos e assim serem a grande atração”, ressaltou.