Sgto. do 26º BPM de Açailandia é morto com a “própria arma”, pela namorada


Um sargento da Policia Militar identificado como Emanuel de Jesus Araújo Frazão, lotado no 26º Batalhão de Polícia Militar de Açailândia, foi assassinado com a “própria arma” pela na namorada, identificada como Gabriela Ferreira Costa (18), conhecida como “Japa” na madrugada desta quarta-feira (31) na Vila Ildemar, em Açailândia.

De acordo com informações o casal se encontrava na casa da vítima, na Vila Ildemar quando os dois começaram uma discussão, motivada por ciúmes. Meio a “confusão” o sargento teria ameaçado de morte a mulher, que conseguiu pegar a arma do policial e alveja-lo com pelo menos oito tiros.

Em entrevista ao repórter Marcone Soares da TV Difusora de Açailândia, Gabriela deu riqueza de detalhe de como matou o sargento. Ela conta que após efetuar o primeiro disparo, ele correu para o banheiro na tentativa de escapar da morte, mas que ela foi atrás e terminou a execução. “Quando peguei a pistola ele começou a dizer que se conseguisse me tomar a arma, me mataria, por isso decidi matar. Atirei o quanto pude. Mas antes ele do que eu”, disse Gabriela.

A PRISÃO

O segurança relatou que no trajeto a mulher chorava muito e dizia que havia acabado de matar uma pessoa e mencionou o nome Araújo. Ainda segundo o segurança, a mesma estava só de blusa.Era por volta das 3h30 da madrugada quando a guarnição da Vila Ildemar, composta pelo Sargento Medeiros e Soldado Cordeiro foi informada por um dos seguranças noturno que o mesmo havia sido abordado por uma mulher armada de pistola, exigindo que o mesmo a levasse para o centro em sua motocicleta.

De posse das informações e desconfiados de que pudesse se tratar do Sargento Araújo, os policiais pediram reforço do Quartel e passaram a realizar diligencias no sentido de apurar o fato.

Primeiro local que os militares foram foi na casa da mãe do sargento, onde sua filha informou que o mesmo se encontrava em sua residência. Em seguida a guarnição foi ao local informado, onde encontraram o mesmo morto, no banheiro da casa.

Logo após a constatação da morte do sargento, os policiais foram atrás da principal suspeita, que foi presa no Piquiá, quando se preparava para fugir.

Informações Blog Antonio Marcos