Valéria Macedo destaca a luta das mulheres, na sessão pelo Dia Internacional da Mulher


Numa sessão solene concorrida realizada nesta quinta-feira (8), na Assembleia Legislativa, a deputada Valéria Macedo (PDT) destacou a luta das mulheres, no Dia Internacional da Mulher. Feita por solicitação da parlamentar, várias autoridades, lideranças de movimentos de mulheres, deputados estaduais e o deputado federal Deoclides Macedo (PDT) prestigiaram o evento. Participaram os deputados Ana do Gás (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB) e Vinícius Louro (PR). 

Portando bandeiras, cartazes e faixas alusivas à data, as mulheres defenderam o fortalecimento e cumprimento da Lei Maria da Penha, para assegurar a punição de crimes contra as mulheres. Todos agradeceram à deputada pela inciativa, ela que é autora da proposta de criação e a primeira procuradora da Mulher na Assembleia.

Várias autoridades mulheres prestigiaram a sessão, a exemplo da reitora da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Nair Portela; a professora Elciane Araújo, da Universidade Estadual do Maranhão (Uema); Kazume Tanaka, coordenadora das Delegacias das Mulheres; Viviane Azambuja, delegada da Mulher em São Luís; Viviane Bauer, do setor de combate à violência contra a mulher na OAB-Ma; Mary Ferreira, escritora e do Fórum da Mulher; professora Sandra Tores, do Fórum da Mulher do Mercosul; Terezinha Fernandes, secretária da Mulher, representando o governador Flávio Dino (PCdoB); Viviane Azambuja, delegada que apura casos de feminicídio; Adriana Oliveira, presidente da CUT no Maranhão; e Rosana Lima, do Movimento LGBT.

Estimular denúncias

Valéria Macedo colocou a Procuradoria da Mulher à disposição dos movimentos ligados às mulheres maranhenses; e estimulou denúncias de casos de violência contra a mulher, por ser crime hediondo, previsto na Lei Maria da Penha. “A nossa voz precisa ser fortalecida e buscarmos nosso espaço, para que não sejamos caladas e tenhamos nossos direitos cumpridos”, afirmou.

A deputa registrou ainda que se sentia revigorada, porque a Casa nunca esteve tão cheia numa sessão solene como estava nesta quinta e disse que é resultado “das mulheres que estão cada vez mais unidos e combatendo as desigualdades em relação às mulheres”. 

Em seguida, Valéria fez um agradecimento especial às mulheres negras e as do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), presentes. Depois, citou alguns dados desfavoráveis para reflexão sobre a situação da mulher no Brasil, mesmo sendo 51,7 % do eleitorado.

Declarações e apresentações

Deoclides Macedo também falou na sessão solene e citou estatísticas desfavoráveis às mulheres no mercado de trabalho, defendendo que seja investido em educação para ampliar o mercado de trabalho qualificado para as mulheres.

Já a pequena Maria Alice falou em nome das meninas e recebeu aplausos quando relatou o episódio do nascimento do Dia Internacional da Mulher, por conta de 13 mulheres terem morrido carbonizadas por defenderem seus direitos.

Um ballet feito especialmente para a data se apresentou e a cantora Simone Mousi interpretou a música “Maria, Maria”. Um trecho do documentário “Mulheres que transformam a Ilha” foi exibido em plenário, que deverá passar na TV Assembleia.

Ao final houve um coquetel, e cedo um café da manhã com música foi servido para as servidoras da Assembleia, com a apresentação do mímico Gilson, fantasiado de Carlitos, entregando flores às mulheres.