Polícia Civil incinera mais de 200 kg de drogas em Imperatriz


Dos 215 kg de entorpecentes apreendidos pela polícia pelo menos 125 kg são de maconha; Entre janeiro e setembro foram 396 kg de maconha apreendidas na cidade.


A Polícia Civil, através da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz, a 626 Km de São Luís, e o Instituto de Criminalística de Imperatriz (Icrim), incineraram na quinta-feira (18) 215 kg de entorpecentes divididos entre maconha e crack.

Segundo o delegado Fabian Kleine, esta é a segunda vez que uma grande quantidade de entorpecentes foi incinerado na cidade. “É a segunda vez no ano que fazemos a incineração e se não me engano é maior incineração que nós estamos fazendo aqui desde a chegada da Senarc. Aproximadamente 150 são entorpecentes que estavam apreendidos esse ano pela Senarc e o restante são drogas que estavam sendo armazenadas no Icrim ao longo dos anos e entorpecentes de fatos sem autoria definida”, revelou.

De acordo com a polícia, só este ano foram instaurados 23 inquéritos policiais e 56 pessoas foram presas por tráfico de drogas. Dos mais de 200 kg de drogas incineradas na quinta pelo menos 125 kg são de maconha. Esta ainda é a droga mais apreendida na região. A polícia acrescenta que entre janeiro e setembro foram 396 kg de maconha apreendidas em Imperatriz.

O delegado Fabian pontua que a Polícia Civil na região já bateu os recordes de apreensão de drogas. “Esse ano nós batemos todos os recordes de apreensão e com a apreensão que foi feita hoje nós atingimos mais de 650 kg de droga desde a criação da Senarc nós já ultrapassamos uma tonelada e 200 de entorpecentes. Então, é um trabalho qualificado da Polícia Civil que vem dando resultado”.

G 1 Ma