Morre sr. Jaime do sax.

Por Elson Araujo.



MESTRE JAIME
O bom seria ninguém morrer; no entanto, a confusão seria grande demais como já escreveu o português Saramago (As intermitências da morte) .

Um dia a morte chega para todos. Vêm o choro, a tristeza, a dor , e o vazio mas, aí aparece, como um refrigério para alma , a saudade decretando a imortalidade daqueles a quem amamos.
O mestre Jaime, um dos membros fundadores da saudosa bandinha municipal, se foi. Lutava contra um câncer que acabou por vencer seu corpo na noite passada.

O corpo do mestre Jaime se foi mas sua alma entra para a galeria dos imortais membros da " bandinha" como Maestro Moiséis, Maestro Aguinaldo, Sargento Mauro, Raimundo da Jerica, Joãozinho Batata, Mestre Antônio e Mestre Zuza, meu pai.

Hoje, certamente, eles farão uma grande festa no Céu com a chegada do bem humorado Mestre Jaime.
À família enlutada meus sentimentos.

VELÓRIO: RUA BOM PRINCÍPIO NÚMERO 01 - VILINHA - PERTO DA MADEREIRA CURIÇÃO.