Poder Judiciário, Prefeitura de Estreito, Defensoria Pública e Ministério Público realizam Ação Solidária

 Blog Noticia da Foto

_Durante ação, foram ofertados diversos serviços gratuitamente para a população do município._


ESTREITO - O Poder Judiciário do Estado do Maranhão por meio da Conciliação Itinerante, realizou neste sábado (19) juntamente com a Prefeitura de Estreito uma Ação Solidária no município.


O Deputado Estadual Antônio Pereira fez questão de junto com o prefeito Léo Cunha, Vereadores e Secretários prestigiar o evento. Na ação foram oferecidos diversos serviços com ênfase na resolução de conflitos e questões de familiares.


A população teve acesso a audiências, exame de DNA e orientação relacionada ao consumidor, propositura de ações e até mesmo celebração de acordos.


Os atendimentos buscam agilizar situações que as vezes demoram muito tempo para serem resolvidas no procedimento tradicional. Uma das demandas mais recorrentes foram as ações de alimentos, encaminhadas a Defensoria Pública que participou da ação.

O Ministério Público Estadual também participou do evento, o promotor Eduardo André de Aguiar Lopes esteve presente se colocando à disposição para resolução de possíveis demandas em que o MPE pudesse colaborar.


Os diversos serviços ofertados pela Prefeitura de Estreito, por meio do SINE vão desde a regularização e emissão de documentos, cadastro de currículos e a orientação a consumidores em relação ao direito do consumidor.


A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou profissionais e diversos testes, além é claro da vacinação e palestras focadas na área da prevenção.


A Secretaria de Assistência Social, além de todo suporte e estrutura para a realização do evento, ofertou orientação sobre o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A Secretária Amanda Cunha, fez questão de acompanhar de perto todos os serviços e contribuiu com todos os órgãos envolvidos.


Por fim, todos os serviços se uniram e realizaram uma ação voltada para a população, fomentando a dignidade das pessoas, levando o poder judiciário e outros órgãos para um ambiente externo, mais próximos da população.