Aprovado Projeto de Lei do Executivo que autoriza pagamento de um salário extra aos Professores em Estreito

 

_Projeto foi aprovado em tempo recorde pela Câmara Municipal de Vereadores_

ESTREITO - Na manhã desta quarta-feira, 2, o Presidente da Câmara Municipal, Tavane Firmo, realizou a sessão extraordinária que autorizou o Poder Executivo a realizar o pagamento de um salário extra aos profissionais da educação em Estreito.


Tavane Firmo cumpriu com o prometido e conseguiu realizar a sessão e aprovar o Projeto de Lei em tempo recorde. Diante a necessidade de aprovação para que o Executivo possa efetuar o pagamento, foi necessária a cooperação de todos os Vereadores, que jamais se negaram a colaborar, tanto durante as negociações, bem como durante a votação que ocorreu na manhã de hoje.



O corpo jurídico do Sindicato, assim como a Procuradoria do Município estiveram presentes na reunião para tirar possíveis dúvidas que pudessem surgir entre as partes.


A proposta do Prefeito Léo Cunha aos profissionais da educação propõem o pagamento de um salário extra, além daquele normalmente recebido no mês. A proposta e o acordo só foram possíveis graças aos intensos debates em reuniões que embora pouco divulgadas ocorriam praticamente de forma diária, com a presença dos representantes jurídicos do Sindicato e Município, bem como da categoria.


O prefeito Léo Cunha entende que os professores merecem esse pagamento extra. Segundo ele, a gestão jamais irá se negar a conversar, dialogar e ouvir dentro de um ambiente respeitoso e que tenha como objetivo a resolução de demandas. 


"Jamais me negarei a conversar com qualquer categoria no Município enquanto eu for prefeito, sou a favor do diálogo e da conversa, não sou de grito nem de bater em mesa." 


O Vereador e Presidente da Câmara Tavane Firmo, afirmou que o Legislativo sempre esteve buscando uma aproximação entre os Professores e o Executivo Municipal, tentando criar uma canal de diálogo e por consequência conseguir uma forma de valorização aos profissionais.


Os representantes do Sindicato dos Professores também demonstraram sua satisfação com a medida adotada pelo Prefeito Léo Cunha. Isso mostra boa vontade da gestão em atender reivindicações dos professores, abrindo assim uma relação mais proveitosa e célere nas futuras pautas de interesse da categoria.


Imediatamente após a aprovação dos vereadores, Léo Cunha fez questão de sancionar o Projeto de Lei que será repassado ao setor administrativo para que seja providenciado o efetivo pagamento que deve ocorrer nos próximos dias.