.

.

Defesa Civil vai fiscalizar uso de linhas proibidas em pipas


Com os primeiros ventos do período conhecido como veraneio, os céus de Imperatriz ganham o colorido especial das pipas, uma brincadeira contagiante que vem mobilizando muitas crianças e adultos na cidade. Contudo, as linhas usadas podem oferecer diversos perigos, se não forem observados cuidados de segurança. 

Acidentes envolvendo a brincadeira podem levar  pessoas à morte, dependendo da linha utilizada. A situação preocupa a Superintendência Municipal da Defesa Civil. 

Nesta sexta-feira, 13, o superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão, explicou que o uso de cerol (vidro quebrado em minúsculas partes e misturado com cola) e a linha chilena, possuem alto poder de corte, e em razão disso representam grande risco de acidentes com pessoas nas ruas. Na cidade já houve registros de motociclistas que sofreram cortes com linhas de pipa e foram parar no hospital.

Josiano Galvão adiantou que já reuniu com suas equipes e prepara fiscalizações específicas para conter o uso das linhas. “Essas linhas são cortantes e podem causar dano à vida humana. Se a pessoa está empinando a pipa e outra vai passando de moto ou bicicleta, pode ser atingida pela linha e sofrer um grande corte ou até mesmo ter sua vida ceifada, razão pela qual a Defesa Civil já fez uma ação em abril e vai intensificar o trabalho partir de maio”, revelou. 

Josiano avisou que na próxima semana vai voltar a se reunir com a Guarda Municipal de Imperatriz (GMI), para alinhar as novas ações que serão realizadas em maio e junho no Município, no combate ao uso da linha de cerol e linha chilena.

Além da repreensão, que consiste na apreensão das linhas proibidas, outra medida importante adotada pela Defesa Civil é a divulgação de informações e orientações sobre os riscos do material, inclusive para quem manuseia.

Previsão legal

O Município possuiu uma lei relacionada ao tema, especificamente voltada para a proibição de empinar pipar em ruas públicas e locais que estejam a menos de 200 metros de qualquer ponto de fiação, bem como usar linha chilena ou com cerol. A lei municipal é de nº 1474 de 2012.