Escolher Menu

Últimas Notícias

CONCURSOS

POLÍTICA

POLICIAL

GERAL

TRÂNSITO

» » » » Em fase de testes o “Projeto Aeromédico” em Imperatriz


PINHEIROFOTO 22:05



Com o funcionamento do serviço, o transporte aéreo de pacientes que necessitam de transferência intra- hospitalar poderá ser feito por meio do SAMU em parceria com o CTA

A partir de parceria que pode ser firmada nos próximos dias entre Prefeitura Municipal de Imperatriz e Governo do Estado, o transporte aéreo de pacientes com processo de transferência do Hospital Municipal de Imperatriz para outros hospitais de São Luís iniciou ontem um período de testes, para ser feito por meio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em parceria com o CTA - Centro Tático Aéreo.

Com o funcionamento dessa parceria os pacientes poderão ser transportados pelas aeronaves do CTA – pertencentes a Secretaria de Segurança Pública do Estado. A parceria está em negociação através do Projeto Aeromédico desenvolvido pelas Enfermeiras Tatiara Freitas (Secretaria de Estado da Saúde) e Telma Neiva (Secretaria Municipal de Saúde).

Segundo o projeto, o transporte aeromédico pode ser descrito em duas modalidades: resgate da vítima no local do acidente com rapidez e precisão, e transporte intra-hospitalar que consiste em remover o paciente de um hospital para outro que seja mais avançado dando continuidade ao tratamento.

Na manhã de ontem (22), de forma experimental a Secretaria de Segurança Pública já fez o transporte de uma paciente. Acometida com um aneurisma, a aposentada Maria das Graças Pereira Brito de 60 anos, moradora de Campestre, estava internada no Hospital Municipal de Imperatriz (Socorrão) há um mês e nesta quarta- feira seguiu para o Hospital Dutra em São Luis.

“O quadro desta paciente requer atendimento mais especializado e por isso ela teve que ser transferida, e como o caso dela é muito delicado, assim como vários que atendemos no HMI, ela não teria condições de ser transportada em vias terrestres. Por isso, essa parceria é de suma importância, sobretudo, porque a regulação desse serviço vai otimizar o tempo de espera do paciente que precisa na maioria das vezes ser transferido com urgência para outro centro mais avançado, e não dispõe de condições para viajar em transporte terrestre", esclarece Telma Neiva, uma das idealizadoras do projeto.

Para a secretária de Saúde, Conceição Madeira, um dos principais benefícios para a saúde pública com essa parceria, além do cuidado com o paciente é que o município vai otimizar gastos, tendo em vista que a prefeitura não precisará mais alugar táxi aéreo para transportar pacientes que necessitam de transporte aeromédico. Ela acrescenta que todo o transmite para transferência e preparação do translado do paciente será feito pelo Hospital e regulado pelo SAMU, "ou seja, será tudo bem mais ágil - o que poderá salvar muito mais vidas", observa a secretária.

Vale ressaltar que se a paciente fosse transportada em uma ambulância viajaria cerca de 8h. Já no helicóptero enviado pelo CTA (e que conta com uma equipe composta por médico e enfermeiro), o transporte gastará no máximo 2h30min em todo o trajeto.

“A importância de se firmar essa parceria é muito grande, visto que aqui no MA, o maior suporte médico em equipamentos está em São Luis, e é freqüente nas cidades do interior do Estado, pacientes precisar ser deslocado para um local onde tem mais suporte, então havendo a parceria, esse transporte fica bem mais rápido, já que teremos um protocolo em funcionamento, e assim a população será atendida com mais eficiência, já que o suporte será mais amplo, e é o que o Governo do Estado quer”, finaliza o piloto do CTA, Capitão Alves.



Nenhum comentário

Leave a Reply